papawemba.info

Biblioteca Brasileira de Arquivos

BAIXAR MANUAL PEDALEIRA ZOOM 3030 PORTUGUES


Encontre Manual Zoom Em Portugues Pedais Efeitos Som - Instrumentos Musicais no Manual Em Português Da Pedaleira Zoom G5n Envio Por Email. Veja tópicos relacionados a manual do zoom gfx-8 em português PRESCISO DO MANUAL EM PORTUGUES DA PEDALEIRA ZOOM · Manual em Onde baixar Hard rock nacional(em português)? · Curso de treino de ouvido em . Manual Da Pedaleira Zoom Em Português papawemba.info br/Manual-Da-Pedaleira-ZoomEm-Portugues.

Nome: manual pedaleira zoom 3030 portugues
Formato:ZIP-Arquivar
Sistemas operacionais: Android. iOS. MacOS. Windows XP/7/10.
Licença:Grátis (* Para uso pessoal)
Tamanho do arquivo:64.39 MB

F: Verde Sul 2dor, ref. O tipo de dado pode ser: constante parmetro do usurio marcador de word. Qualcomm Quad-Core 1. Castilho Nesse momento tenho que agradecer às empresas que apostaram no meu trabalho e que me ajudaram a conquistar a quantia para poder disputar a prova. Borges Constantino Gerais Online 87 12 Tabela Menus 61 Figura 3: Adicionando os dados da mensagem O campo Rx Timeout utilizado para configurar a falha de timeout de recepo. Bretanha F: Residem Cj Aptos. Barras Qde Peso kg Dimensões mm 40 21,1 ,0 x ,0 x ,0 20 2,7 ,0 x ,0 x ,0 www. Bosnia Viaduto 2d ót. Ouro Verde R:Arlindo Fidelis preci refor. Carmona

Veja tópicos relacionados a manual do zoom gfx-8 em português PRESCISO DO MANUAL EM PORTUGUES DA PEDALEIRA ZOOM · Manual em Onde baixar Hard rock nacional(em português)? · Curso de treino de ouvido em . Manual Da Pedaleira Zoom Em Português papawemba.info br/Manual-Da-Pedaleira-ZoomEm-Portugues. alguem pode me mandar o manual da pedaleira zoom em portugues (se possivel). pq estou precisando muito, nao consigo mexer nela. BAIXAR MANUAL PEDALEIRA ZOOM PORTUGUES - Receba as novas ofertas no seu email. Funciona com guitarra, baixo e voz, sendo pode correr 2. Manual em Portugues da pedaleira zoom II; Manual ZOOM II em DA PEDALEIRA ZOOM ; Manual do pedal de efeitos ZOOM em portugus.

Belchior Belem Belfast Belgica Belgrado Belinda Belize Belmiro Belmonte Beltrano Beltrao Belzebu Benavente Benedito Benelux Benfica Bengala Benguela Benilde Benim Benjamin Bento Berengario Bergen Berger Bergman Bergson Berkeley Berlenga Berlim Berlioz Berna Bernard Bernardes Bernardino Bernardo Bernoulli Bernstein Berta Berto Bertrand Bessa Betania Betica Bettencourt Biblia Bie Bielorrussia Bilbau Bill Birmania Biscaia Bismarck Bissau Bizet Bluetooth Boaventura Boavista Bocage Bogota Bohr Bolena Bolivia Bolonha Boltzmann Bombaim Bombarda Bombarral Bona Bonaparte Bonfim Bonifacio Bonjardim Boole Borba Bordalo Borges Borgonha Borguinhoes Boris Borneu Bosnia Bosnia-Herzegovina Boston Botelho Botswana Boulevard Bouro Bouvet Boximanes Boyle Brabante Bracara Bradenburgo Braga Braganca Brahms Brama Branca Brandao Brandeburgo Brandt Bras Brasil Brasilia Bratislava Braun Bremen Bretanha Breyner Brighton Briolanja Bristol Britania Briteiros British Brito Brno Broadway Brooklyn Brown Bruce Bruges Bruno Brutus Bruxelas Buarque Bucaco Bucareste Buda Budapeste Buenos Bulgaria Burgenland Burgos Burquina Burundi Bush Byron CAD CAM CAP CCB CCRN CD CD-ROM CDS CDu CE CEI CES CGD CGTP CIG CIP CML CMP CMVM CNE CNN COI COP CP CPLP CREL CRIL CSCE CTT CV CVS Cabanelas Cabral Cabul Cacem Cacilhas Cadaval Cadis Caeiro Caetano Caicos Caim Caio Cairo Calabria Calcedonia Calcuta Caldelas Caledonia Calheiro Calheiros Calheta California Caligula Calisto Calvin Calvino Camacho Cambodja Cambra Cambridge Camelot Camilo Campanha Campania Campus Camoes Canaa Canada Canarias Canaveses Candida Candido Canecas Cannes Cansas Cantabria Cantanhede Cantao Cantuaria Capadocia Caparica Capricornio Carachi Caraibas Carcavelos Cardan Cardoso Carelia Carintia Carl Carla Carlos Carlota Carmelo Carmen Carminda Carmo Carmona Carnaval Carnaxide Carnegie Carol Carolina Carpatos Carrazeda Carregal Carrilho Carrol Cartago Cartaxo Cartuxa Carvalhas Carvalhos Casablanca Casanova Cascais Casimiro Caspio Cassiano Cassinga Cassiopeia Castela Castilho Castro Catalunha Catania Catar Catarina Catherine Catia Catulo Caucaso Cavaco Cavado Caxias Cazaquistao Ceara Cecilia Cedofeita Ceilao Celeste Celia Celorico Celso Cenaculo Cerqueira Cervantes Cerveira Cesar Cesareia Cesario Ceu Ceuta Cezanne Chade Chang Chaplin Charles Charlot Charlotte Chaves Checoslovaquia Chen Cher Chevalier Chicago Chico Chile China Chipre Chomsky Chopin Christian Christopher Cicero Cid Cidalia Cinderela Cinfaes Cintra Cipiao Cipriano Circe Cirilo Cisjordania Citania City Claire Clark Claude Claudel Claudia Claudio O movimento ser na direo positiva e ao encontrar o pulso nulo, o motor para e volta para a posio do pulso nulo.

Ao voltar a posio do pulso nulo, a sada Done do bloco, marcador de bit , setado e permanece em 1 enquanto a entrada Execute, marcador de bit , est setado. Quanto o marcador de bit resetado, os marcadores de bit e tambm so resetados. Quando houver uma transio de 0 para 1 na entrada Execute, o bloco ser executado e a posio de referncia do usurio P, P e P alterada para o valor do argumento "SetPosition". A sada Done vai para 1 durante um ciclo de scan ou enquanto a entrada Execute estiver em 1.

O estado do eixo alterado para "Homing". Ao voltar a posio de borda de subida da AbsSwitch, a sada Done do bloco, marcador de bit , setado e permanece em 1 enquanto a entrada Execute, marcador de bit , est setado.

O estado do eixo alterado para "Standstill". Quando houver uma transio de 0 para 1 na entrada Execute, o bloco ser executado e o estado do eixo mudar de "Homing" para "Standstill". Quando a tabela for selecionada com sucesso, a sada Done vai para 1 durante um ciclo de scan ou enquanto a entrada Execute estiver em 1.

A sada Done informa o instante em que o bloco finalizado com sucesso. Ao executar o bloco, a sada Done, marcador de bit , setado e permanece em 1 enquanto a entrada Execute, marcador de bit , est setado. Quando a tabela de pontos estiver disponvel, a sada Done vai para 1 durante um ciclo de scan ou enquanto a entrada Execute estiver em 1. Nesse exemplo, o nmero de pontos da curva ser o contedo do marcador de word 2 pontos , a posio do eixo mestre ser de acordo com os contedos dos marcadores de double e 3 e 7 voltas , a posio do eixo escravo ser de acordo com os contedos dos marcadores de double e 10 e -5 voltas e o tipo da curva ser de acordo com os contedos dos marcados de word e 0 - linear e 1 - spline cbica.

Ao finalizar o clculo da tabela de pontos 11, a sada Done, marcador de bit setado enquanto a entrada Execute permanece setada. A sada InSync informa o instante em que o bloco est ativo.

Quando houver uma transio de 0 para 1 na entrada Execute, o bloco ser executado e o sincronismo existente ser finalizado. O eixo manter a velocidade do instante em que o bloco executado. Na execuo do bloco o estado do eixo mudar para "Continuous Motion". A sada ENO informa quando a velocidade do motor atingir a velocidade programada. Velocidade : A velocidade composta por um tipo de dado e um endereo ou um valor constante, dependendo da escolha do tipo de dado.

O tipo de dado da velocidade pode ser: constante parmetro do usurio marcador de word marcador de float. Para os parmetros do usurio, os marcadores de word e os marcadores de float a unidade considerada por este campo o RPM rotaes por minuto.

Se a entrada EN sofrer uma transio de 0 para 1 e nenhum outro bloco de movimento estiver ativo, com exceo do prprio bloco Seta Velocidade, executado um perfil trapezoidal baseado nas caractersticas programadas dos argumentos e nunca finalizado. No entanto, outros blocos Seta Velocidade podem ser habilitados online, alterando a programao dos seus argumentos.

A sada ENO s vai para 1 em um ciclo de scan, quando o bloco atingir a velocidade programada. Caso contrrio sempre 0. Importante: Este bloco trabalha em malha de velocidade, permanecendo assim mesmo aps a sua concluso. Na transio de 0 para 1 da entrada digital 1 do drive, o bloco com velocidade de rpm no sentido horrio disparado. Quando esta velocidade atingida, a sada digital 1 setada. Na transio de 0 para 1 da entrada digital 2 do drive, o bloco com velocidade de rpm no sentido anti-horrio disparado e a sada digital 1 resetada.

Quando esta nova velocidade atingida, a sada digital 2 setada. Se a entrada digital 1 for acionada, qualquer um dos dois movimentos prvios que est ativo cancelado e o motor para, e ambas sadas 1 e 2 so resetadas. Se a entrada EN for 1 e nenhum outro bloco de posicionamento estiver ativo, o bloco executa um perfil trapezoidal baseado nas caractersticas programadas nos argumentos e inicia a desacelerao quando a entrada EN for 0.

No instante que a entrada EN for para 0, inicia-se a parada e quando ela for finalizada, a sada ENO vai para 1 por um ciclo de scan, retornando a 0 posteriormente.

NOTA: A velocidade do JOG no atualizada online, ou seja, mesmo que o valor da velocidade programada seja alterada, a velocidade deste bloco no sofrer alterao. Quando a entrada digital 1 do drive for 1, a sada digital 1 setada e ao mesmo tempo o JOG habilitado com uma velocidade de 0,3 rps. Quando a entrada 1voltar para 0, no momento que o bloco termina, ou seja, para totalmente, a sada 1 resetada. A sada ENO informa que o bloco est sendo executado.

O bloco SPEED responsvel pela escrita de referncia de velocidade de acordo com os parmetros de sentido de rotao, velocidade, offset, acelerao e desacelerao para o eixo selecionado pelo parmetro eixo.

Se a entrada EN for 1 e nenhum outro bloco de movimento estiver ativo, executado um perfil trapezoidal baseado nas caractersticas programadas nos argumentos para atingir a velocidade programada em SPEED, nesse momento o argumento OFFSET tambm somado sada desse perfil e a sada ENO vai para 1. Se a entrada EN sofrer uma transio de 1 para 0 e esse bloco estiver ativo, executado um perfil trapezoidal baseado nas caractersticas programadas nos argumentos para parar o movimento, quando a velocidade for igual a zero a sada ENO vai para 0.

Maiores detalhes no bloco diagrama, fluxograma, grfico e exemplo a seguir. A sada ENO informa que o bloco est habilitado e sendo executado.

O bloco REF responsvel pela escrita de referncia de velocidade ou referncia de corrente de torque para o controle do drive rampas, sentido de giro, etc A seleo do tipo da referncia feita no argumento MODE.

A referncia de velocidade possui a opo de valor em 13 bits ou em rpm. NOTA: Valores negativos para referncia de velocidade ou referncia de corrente de torque impem um sentido de giro do motor contrrio ao definido no drive. A entrada EN responsvel pela habilitao do bloco, no instante em que houver uma transio positiva. A sada ENO informa quando a velocidade foi atingida. Este bloco gera um perfil de rampa S, controlando a velocidade partindo da velocidade atual, at atingir a velocidade desejada.

Se houver uma nova transio na entrada EN, um novo perfil executado. Se houver uma transio de 0 para 1 na entrada EN, caso o drive esteja habilitado, a referncia esteja via SoftPlc, no exista um outro bloco de movimento ativo, a menos que seja um outro SRAMP, o perfil de velocidade em forma de Rampa S gerado, e a sada ENO vai a 1, quando a velocidade desejada for atingida. Este bloco somente finalizado se for ativado um bloco STOP. Valores negativos para a acelerao e para o jerk no so permitidos.

A direo do movimento depender do sinal da velocidade. Se a velocidade for maior que zero, o movimento ser na direo positiva sentido horrio e se a velocidade for menor que zero, o movimento ser na direo negaitiva sentido anti-horrio.

Quando atinge a velocidade programada, a sada InVelocity vai para 1 e permanece enquanto o bloco estiver ativo. Nota: Caso o valor do argumento "Jerk" for diferente de zero, considerar: - o argumento "UpdateMode" "Online" no ter efeito, sendo considerado os valores dos argumentos no instante da transio positiva de Execute;.

Na execuo do movimento o estado do eixo mudar para "Continuous Motion". Ao mesmo tempo os sinais Busy, Active e InVelocity do primeiro bloco, marcadores de bit , e , so resetados e o sinal CommandAborted, marcador de bit , setado por 1 scan. Ao atingir a velocidade de RPM, a sada InVelocity do segundo bloco, marcador de bit , setado e permanece at a execuo de outro bloco.

A sada ENO informa se o escravo atingiu o sincronismo. Os endereos ou constantes so destinados a relao do mestre e relao do escravo. Possui as opes: velocidade - controla apenas o sincronismo de velocidade.

Fonte A fonte de sincronismo uma constante. Somente quando o motor escravo atingir a relao especificada do motor mestre, a sada ENO setada. A entrada AUTO torna a compensao do erro ativa. A sada ENO vai para 1, somente aps o bloco capturar o terceiro sinal index ter sido recebido quando no houver nenhum erro fatal.

O sinal da fotoclula, o qual chameremos de INDEX, recebido pela mesmo pino em que a placa recebe o sinal do pulso nulo do encoder. Caso contrrio, SH- vai para 1. Quando for 1, o modo automatico habilitado, fazendo uma compensao que faa que o DIFF tenda a 0. A partir do terceiro INDEX, ou seja, apos a inicializao, a sada Q vai para 1, permanecendo nesse estado enquanto EN estiver em 1 e no houver erro, com exceo dos erros negativos que no so erros fatais.

Assim que o sincronismo for estabelecido, a sada InGear setada. A direo do movimento depender do sinal do RatioNumerator. Se RatioNumerator for maior que zero, o movimento ser na mesma direo do eixo mestre e se RatioNumerator for menor que zero, o movimento ser na direo oposta ao eixo mestre.

A sada InGear informa o instante em que o sincronismo estabelecido. Na execuo do bloco o estado do eixo mudar para "Synchronized Motion". Como a relaco configurada e o eixo mestre est a RPM, o eixo escravo dever atingir RPM para estabelecer o sincronismo. Como a relaco configurada e o eixo mestre est a RPM, o eixo escravo dever atingir 50 RPM para estabelecer o sincronismo. Ao mesmo tempo os sinais Busy, Active e InGear do primeiro bloco, marcadores de bit , e , so resetados e o sinal CommandAborted, marcador de bit , setado por 1 scan.

Ao atingir a velocidade de 50 RPM, a sada InGear do segundo bloco, marcador de bit , setado e permanece at a execuo de outro bloco. Assim que o sincronismo for estabelecido, a sada InSync setada. A sada InSync informa o instante em que o sincronismo estabelecido.

Quando houver uma transio de 0 para 1 na entrada Execute, ser executado um deslocamento na posio do eixo mestre conforme o valor de "PhaseShift". A sada Done informa o instante em que o deslocamento realizado. A sada Done, marcador de bit setado enquanto a entrada Execute est setada. A sada Done informa o instante em que o sincronismo finalizado. A sada ENO informa se a posio real maior ou igual ao valor programado, no sentido programado. Histerese A histerese formada por 1 formato, 1 tipo de dado e 1 endereo ou constante, dependendo da escolha do tipo de dado.

Se a entrada EN for 1, o bloco compara o sinal de posio real e a posio real com os argumentos de sinal, posio e histerese programados. Se a posio real tem o mesmo sinal que foi programado e ela for maior ou igual , menor ou igual ou igual a posio programada acrescido do valor de histerese programado, ento transferido 1 para a sada ENO.

Caso contrrio, transferido 0 para a sada ENO. A histerese serve para impedir oscilao na sada do bloco quando a posio real est muito prxima ou igual posio programada. A histerese dada em porcentagem, podendo variar entre 0. Se for programada por parmetro a unidade passa a ser "por mil", variando de 0 a A sada ENO informa se o sentido de rotao o mesmo do sentido programado e se a velocidade do motor maior ou igual ao valor programado. Se a entrada EN for 1, o bloco compara a velocidade e o sentido de giro do motor com os argumentos de velocidade e de sentido de giro programados.

Se o motor est girando no mesmo sentido do argumento de sentido de rotao programado e a velocidade do motor for maior ou igual do que o argumento de velocidade programado, ento transferido 1 para a sada ENO. Neste caso, se a o motor estiver rodando no sentido horrio e sua velocidade for maior ou igual a rpm respeitando a histerese , escreve 1 na sada digital 1. A entrada IN responsvel pela habilitao do bloco.

A sada Q informa se o tempo decorrido atingiu o tempo programado. PT Tempo Desejado O tempo desejado composto por um tipo de dado e um endereo ou um valor constante, dependendo da escolha do tipo de dado. O tipo de dado do sinal pode ser: constante parmetro do usurio marcador de word. Para o tipo de dado constante, o valor mximo permitido ET Tempo Decorrido O tempo decorrido composto por um tipo de dado e um endereo.

O tipo de dado do tempo decorrido pode ser: parmetro do usurio marcador de word. No permitido a escrita no argumento ET, sendo que o valor de ET ser de acordo com o valor da memria interna. Se a entrada IN for 1, o tempo decorrido incrementado at atingir o valor contido no argumento de tempo desejado. Ao atingir este valor, a sada Q vai para 1, ficando nesse estado at a entrada IN ir para 0.

Quando a entrada digital 1 do drive for 1, um posicionamento baseado nos parmetros do usurio a habilitado. Quando este posicionamento termina, a sada digital 1 setada e o temporizador habilitado. Aps os ms programados estourarem, a sada digital 1 resetada. A sada Q acionada conforme programao dos argumentos.

A entrada CU a entrada de contagem. A entrada R reseta a contagem. A sada Q informa se o valor de contagem programado foi atingido. PV Contagem Desejada A contagem desejada composta por um tipo de dado e um endereo ou um valor constante, dependendo da escolha do tipo de dado. O tipo de dado da contagem desejada pode ser: constante parmetro do usurio marcador de word. CV Contagem Decorrida A contagem decorrida composta por um tipo de dado e um endereo. O tipo de dado da contagem decorrida pode ser: parmetro do usurio marcador de word.

Quando o valor de contagem decorrida atingir o valor de contagem desejado, a sada Q vai para 1, permanecendo nesse estado at que a entrada R v para 1. Caso contrrio, a sada Q 0. Enquanto a entrada R estiver em 1, o valor de contagem decorrida resetado e a contagem no incrementada. Se houver uma transio de 0 para 1 na entrada digital 1 ou o marcador de bit for 1, e a sada digital 1 for 0, um posicionamento TCURVE habilitado.

Quando o contador sentir 50 transies positivas no marcador , ou seja, efetuou 50 posicionamentos, a sada digital 1 vai para 1, fazendo com que um novo posicionamento no seje possvel de ser feito, at que a entrada digital 2 for 1, resetando a sada 1. Quando o tipo de dado for constante, temos as opes: automtico manual. Filtro da Referncia Automtica O Filtro da Referncia Automtica um filtro passa baixa, sendo que a constante de tempo programada atravs do argumento Filtro.

O tipo de dado do float pode ser: - constante float; - marcador de float. O tipo de dado do float pode ser: - constante float; - marcador de foat.

Sinais Os sinas so compostos por 4 partes: float - referncia float - realimentao float - controle Ganhos Os ganhos so compostos por 3 partes: float - ganho proporcional Kp float - ganho integral Ki float - ganho derivativo Kd Enquanto a entrada EN for 1, o bloco executado. Caso contrrio, os argumentos so resetados. A partir do terceiro, no so executados, mesmo que estejam ativos em sua entrada EN.

Resumidamente, o valor de referncia dado pelo parmetro do usurio , que por sua vez convertido para o marcador de float O valor do sinal de realimentao dado pelo valor contido na entrada analgica 1 do drive, que transferido ao marcador de word e convertido ao marcador de float A sada de controle do bloco PID o marcador , que convertido para o marcador de word O valor contido no marcador de word transferido para a sada analgica 2 do drive. Tipo de Filtro O tipo de filtro uma constante, que pode ser: passa baixa passa alta.

O valor contido na entrada analgica 1 do drive transferido ao marcador de word Este marcador de word convertido para o marcador de float O marcador de float a entrada do filtro, cuja constante de tempo 0,1s, resultando no marcador de float A sada Q vai para 1 durante um ciclo de scan se o valor de pulsos contados atingiu o valor de pulsos desejados, retornando a 0 posteriormente. Reset Temos dois tipos de reset, atravs do pulso nulo do encoder principal ou atravs de marcador de bit, entrada digital, sada digital ou parmetro do usurio.

Modo 1: a contagem de pulsos realizada em quadratura entre os sinais A e B, conforme figura a seguir. O resultando tem uma resoluo de quatro vezes a resoluo do encoder. Modo 2: a contagem de pulsos realizada somente atravs do sinal A, o sinal B tem a finalidade de escolha de sentido da contagem, crescente ou decrescente.

Encoder SRC Determina qual encoder ser feito contagem dos pulsos, encoder principal ou auxiliar. Se a entrada EN for 1, o argumento de valor corrente CV zerado na transio positiva de EN e ento iniciada a da contagem dos pulsos do encoder principal ou auxiliar.

Quando o valor de pulsos contados atingir a referncia de contagem REF CNT , a sada Q vai para 1 durante um ciclo de scan, retornando a 0 posteriormente. Quando a entrada digital 1 ligada, o bloco contador de encoder habilitado, zerando o valor do marcador de float e iniciando a contagem dos pulsos do encoder principal. Se a entrada digital 2 for ligada, o valor de preset contido no marcador de float transferido para o marcador de float Se o marcador de bit for um, o valor do marcador de float zerado.

A entrada EN responsvel pela habilitao do bloco e inicio da contagem dos pulsos. Reset O reset do valor corrente CV poder ser atravs de: - marcador de bit - entrada digital - parmetro do usurio - borda de subida DI3 - borda de descida DI3 - borda de subida Z contador 1 - borda de descida Z contador 1 - borda de subida Z contador 2 - borda de descida Z contador 2.

Save O salvamento do valor corrente CV em valor salvado SV poder ser atravs de: - marcador de bit - entrada digital - parmetro do usurio - borda de subida DI3 - borda de descida DI3 - borda de subida Z contador 1 - borda de descida Z contador 1 - borda de subida Z contador 2 - borda de descida Z contador 2.

Restart Quando o valor de CV atingir o valor de Restart, CV resetado e o argumento Reset Occurred vai para 1 por um ciclo de scan, retornando a 0 posteriormente. Reset Occurred Quando ocorrer o reset de CV, Reset Occurred vai para 1 por um ciclo de scan, retornando a 0 posteriormente. Valor salvado SV Quando ocorrer o evento programado em Save, o valor contido em CV salvado em SV e o argumento Save Occurred vai para 1 por um ciclo de scan, retornando a 0 posteriormente. Se a entrada EN for 1, o argumento de valor corrente CV zerado na transio positiva de EN e ento iniciada a contagem dos pulsos do encoder programado.

A sada ENO vai para 1 dependento do operador, dado 1 e dado 2. Formato: O formato sempre constante, podendo ser do tipo inteiro ou ponto flutuante Enquanto a entrada EN for 1 e a comparao [dado 1] [operador] [dado 2] verdadeira, a sada ENO vai para 1. Caso contrrio, vai para 0. Neste exemplo, se o valor contido na entrada analgica 1 do drive for maior ou igual ao valor contido na entrada analgica 2 do drive, liga a sada digital 1.

ZOOM BAIXAR MANUAL 3030 PORTUGUES PEDALEIRA

Caso contrrio, desliga a sada digital 1. Adio Subtrao Multiplicao Diviso Potncia. Enquanto a entrada EN for 1, executada a operao matemtica programada entre os argumentos. Numa diviso pela constante 0, gerado um "warning" na compilao. Caso a diviso seja efetuada com um marcador de float no denominador, essa verificao no acontece, porm, em ambos os casos o valor saturado aos valores mximo ou mnimo de float, dependendo do valor do numerador ser maior ou menor que 0.

O bit sinal ligado quando o resultado da operao for menor que zero. Resultado high e resultado low representam um dado de 32 bits, sendo que o resultado high contm os 16 bits mais significativos da multiplicao e o resultado low contm os 16 bits menos significativos da multiplicao. Dado1 high e dado1 low representam um dado de 32 bits, sendo que o dado1 high contm os 16 bits mais significativos e o dado1 low contm os 16 bits menos significativos.

Quociente contm o quociente da diviso e o resto contm o resto da diviso. O bit overflow ligado caso a diviso seja efetuada com um parmetro ou marcador no denominador que contenha valor zero, nesse momento o quociente e resto ficam saturados em ou , dependendo do valor do numerador ser maior ou menor que zero. Para efeitos do sinal da saturao, nesse caso, zero considerado com sinal positivo.

O operador Ashift tem o mesmo funcionamento do operador Shift, com a diferena que o sinal do dado 1 no deslocado e nem alterado. Ento para compor uma double word necessrio determinar essas duas words distintas, essa composio pode ser determinada pelas seguintes regras:.

Os parmetros do usurio e so convertidos para os marcadores de float e O marcador de float e multiplicado pelo marcador de float e o resultado armazenado no marcador de float O resultado convertido para inteiro e armazenado no parmetro do usurio Multiplica por 20 sendo o resultado igual a Na transio de 0 para 1 na entrada digital 1, o parmetro do usurio convertido para o marcador de float Ento calculado a raiz quadrada do valor contido no marcador de float e salvo no marcador de float O valor do marcador de float convertido para o parmetro do usurio A sada ENO indica quando ocorre uma saturao.

Formato O formato sempre constante, podendo ser do tipo inteiro ou ponto flutuante A sada ENO s vai para 1 se houver uma saturao. Caso contrrio, a sada ENO fica em 0. A idia do bloco transferir os dados da entrada para a sada se estiverem dentro dos limites programados. Se estes valores forem maiores ou menores que os valores mximos e mnimos programados, o valor da sada saturado com estes valores.

O valor contido na entrada analgica 1 do drive transferido para o marcador de word , que por sua vez convertido para o marcador de float O valor lido da entrada analgica um valor entre 0 e O bloco SAT faz com que no marcador de float seja lido somente um valor entre e A sada ENO estar ligada enquanto o bloco estiver sendo executado.

BIT 0 a 15 O argumento bit composto por um tipo de dado e um endereo. O tipo de dado do argumento pode ser: desabilitado constante marcador de bit entrada digital sada digital parmetro do usurio. Se o bloco estiver habilitado, o valor do argumento word ser composto pelos valores contidos nos argumentos bit 0 a A entrada digital 1 habilita o bloco MUX, quando o bloco executado o parmetro do usurio conter o valor 1, caso contrario conter 0.

O contedo do marcador de word ser composto pelos valores dos marcadores de bit a , ou seja, se os valores dos marcadores de bit a pares conterem 1 e os impares 0, o valor do marcador de word ser em binrio '' e em decimal O tipo de dado do argumento pode ser: desabilitado marcador de bit sada digital parmetro do usurio. Se o bloco estiver habilitado, o valor dos argumentos bit ser composto pelos valores contidos nos bits do argumento word.

O marcador de bit habilita o bloco DMUX, quando o bloco executado o marcador de bit ser setado, caso contrario resetado. O contedo dos marcadores de bit a ser composto pelos valores dos bits do parmetro do usurio , ou seja, se o valor do parmetro do usurio for 3, em binrio '', os marcadores de bit e conter 1 e os demais 0. SRC Dado Fonte O dado fonte composto por um tipo de dado e um endereo ou um valor constante, dependendo da escolha do tipo de dado. DST Dado Destino O dado destino composto por um tipo de dado e um endereo e o local onde salvo o valor do dado fonte.

O tipo de dado do dado destino pode ser: marcador de bit marcador de word marcador de float marcador de double marcador de bit de sistema 98 marcador de word de sistema 98 sada digital sada analgica parmetro do usurio parmetro do sistema parmetro do drive. Quando a entrada EN est ativa, o valor contido no dado fonte transferido para o dado destino. Caso contrrio, nada feito.

Com isto o valor contido na entrada analgica 1 pode ser visualizado no parmetro do usurio Assim, SRC teria uma entrada digital como valor, e DST o marcador de bit de sistema 98 que corresponde a habilitao do drive. Lembrar que o motor s habilitado se o mesmo j estiver habilitado no drive.

Isso pode ser programado, por exemplo, na entrada digital 1 do drive. Enquanto a entrada EN for 1, os valores contidos na word inteira transferido ao marcador de float. A entrada em inteiro representa um nmero inteiro e pode variar de a Sua funo converter um valor em ponto flutuante em nmero de voltas e frao de voltas. Ex: o valor de entrada 3.

Enquanto a entrada EN for 1, o valor contido no float transferido para a word inteira. O resultado em inteiro representa um nmero inteiro e pode variar de a Se o valor float for maior que , na converso seu valor saturado resultando numa word inteira, igual a Se o valor float for menor que , na converso seu valor saturado resultando numa word inteira, igual a Quando a entrada digital 1 for 1, o valor 3 transferido para o parmetro do usurio A sada ENO informa se o indexador vlido.

Indexador O argumento indexador composto por dois tipos de dados e um endereo. O tipo de dado do endereo pode ser: constante marcador de word parmetro do usurio. O tipo de dado do valor pode ser: marcador de bit marcador de word marcador de float marcador de double entrada digital sada digital entrada analgica sada analgica parmetro do usurio parmetro do sistema parmetro do drive.

manual em portugues pedaleira zoom a3

Se o valor contido no endereo do indexador for um valor vlido para o tipo a ser lido, a sada ENO setada, caso contrrio resetada. Por exemplo, se o tipo de dado a ser lido for parmetro do drive e o valor contido no endereo do indexador for menor ou igual a , ENO ser setado, se for maior que , ENO ser resetado. E se o modo programado for escrita, o valor contido no endereo do argumento valor, ser transferido para o endereo contido no endereo do indexador. Com isto o valor contido no marcador de word transferido para o marcador de word , e o marcador de bit setado.

Mas como o valor contido no parmetro do usurio P no um valor de marcador de word, o marcador de bit resetado e nenhum valor transferido para o marcador de word A sada ENO indica que o bloco est ativo.

Quando a entrada EN for ativada, o cdigo do alarme ou falha mostrado na IHM do drive, com o respectivo texto. Se for um alarme, e o bloco for desabilitado, o alarme removido da IHM. Se for uma falha, e o bloco for desabilitado, a falha no removida da IHM. Nesse caso necessrio resetar o drive. A entrada EN responsvel por habilitar o mestre a enviar a velocidade e a posio real via rede CAN aos escravos conectados.

Se a entrada EN sofrer uma transio de 0 para 1, o carto envia uma mensagem via rede CANopen para um escravo da rede, de acordo com os argumentos programados. Se o bloco estiver programado para leitura, o carto far a requisio para o escravo, e o valor informado pelo escravo ser salvo nos argumentos de sada.

Se o bloco estiver programado para escrita, os argumentos de entrada sero escritos no objeto correspondente do escravo. Esse bloco s funciona quando o carto estiver habilitado como mestre da rede CANopen, ou seja, uma configurao de rede vlida seja carregada atravs do software WSCAN para o carto. Somente a interface RS permite operao como mestre da rede. Caso esteja, envia a requisio de leitura de um nmero de bits indicado por NumberOfData no endereo InitialDataAddress utilizando a funo escolhida em Function e seta a sada Active, resetando-a ao receber a resposta do escravo.

Os dados recebidos so armazenados na varivel Value. Value um array de tamanho igual a NumberOfData. Caso haja algum erro na execuo, a sada Error ativada e ErrorID exibe o cdigo do erro segundo a tabela abaixo.

Cdigo Descrio 0 Executado com sucesso 1 Algum dado de entrada invlido 2 Mestre no habilitado 4 Timeout na resposta do escravo 5 Escravo retornou erro. Caso esteja, envia a requisio de escrita dos valores de Value em um nmero de bits indicado por NumberOfData no endereo InitialDataAddress utilizando a funo escolhida em Function e seta a sada Active, resetando-a ao receber a resposta do escravo.

Caso esteja, envia a requisio de leitura de um nmero de registradores indicado por NumberOfData no endereo InitialDataAddress utilizando a funo escolhida em Function e seta a sada Active, resetando-a ao receber a resposta do escravo. Value um array de nmero de bits a NumberOfData multiplicado por Caso esteja, envia a requisio de escrita dos valores de Value em um nmero de registradores indicado por NumberOfData no endereo InitialDataAddress utilizando a funo escolhida em Function e seta a sada Active, resetando-a ao receber a resposta do escravo.

Nela possvel executar as seguintes operaes:. Definir os argumentos dos parmetros de entrada atravs da aba Parmetros de Entrada. Definir os argumentos dos parmetros de sada atravs da aba Parmetros de Sada. YZ onde X. YZ a verso do WLP. Caso a opo senha esteja ativa e voc defina uma senha, ela dever ser seguramente lembrada, pois a mesma garantir a edio do USERFB futuramente. Clique no boto Avanar:. O tipo do parmetro pode ter uma das trs opes a seguir:.

No quarto passo do assistente de criao do USERFB possvel revisar todas as opes definidas anteriormente, caso seja necessrio fazer alguma modificao possvel clicar no boto Voltar, se tudo estiver correto, clique em Concluir.

Para o exemplo em questo utilizaremos o seguinte diagrama ladder:. Ao ativar a opo do Tag do WLP o diagrama ladder ser apresentado da seguinte maneira.

Alterar o tipo do parmetro clicando diretamente sobre o tipo do parmetro. Alterar o nome do parmetro clicando diretamente sobre o nome do parmetro. Nessa janela possvel de maneira simplificada editar um texto que ser exibido quando o boto informaes da caixa de propriedades do USERFB for pressionado.

Este arquivo tem formato rtf e pode ser editado atravs de um editor avanado diretamente no diretrio onde foi armazenado o USERFB. Aps definio dos parmetros de entrada e sada o diagrama em ladder ficar da seguinte maneira:.

ZOOM BAIXAR PORTUGUES PEDALEIRA MANUAL 3030

Agora compilando o programa principal que compilar o USERFB em conjunto, e transferindo o mesmo para o carto teremos as seguintes situaes:.

Todas as chamadas executam o mesmo diagrama ladder mas de maneira independente, em funo dos operadores programados para ela. A seguir breve descrio sobre os mesmos. Estima o dimetro de uma bobina em mm conforme o comprimento e espessura do material bobinado. DRAW Implementao da funo draw para uma dada referncia de velocidade.

O draw um valor que pode ser somado ou multiplicado ao valor de uma dada referncia de velocidade. EP - Potencimetro eletrnico Implementao da funo potencimetro eletrnico para referncia de velocidade.

Estes valores podem ser utiliza- dos diretamente nas entradas dos blocos de posicionamento. LRAMP - Rampa linear de referncia Implementao de rampa linear de referncia conforme tempo de acelerao ou desacelerao programadas, mais rampa de desacelerao rpida, com opo de seleo de referncia lenta ou normal.

PO2Float - Converso de posio para ponto flutuante Converte a posio do eixo real ou virtual somente POS2 no formato sinal, voltas e frao de voltas para um nmero em ponto flutuante.

Somente para CFW LDD est corrompido Ao : criar um novo programa.

Digital nt 【 OFERTAS Setembro 】 | Clasf

LDD est corrompido Ao : editar seu programa novamente e salv-lo. Ao : alterar o dado 2 para um valor diferente de 0. Caso isso no seje feito, o resultado da diviso ser saturado para o valor mximo. Informaes do Compilador Ele mostra o equipamento, nome do projeto, hora, data e tempo transcorrido desde a ltima compilao.

Informaes do Programa Ele mostra o nmero de pginas, lgicas e elementos usados no programa do usurio. Informaes dos Arquivos Ele mostra o nome, hora, data e tamanho dos arquivos que foram gerados durante a ltima compilao. Aplicaes Nesse exemplo ao clicar sobre a opo "Criar" ser criado uma aplicao para a PLC2 onde ser aberto o dilogo a seguir para definir o tipo de aplicao e o nome da aplicao.

Na figuras abaixo, os trs itens esto habilitados transmisso:. Com isto termina-se o processo de criao do aplicativo desejado. Caso haja necessidade de alterao dos valores do parmetro de configurao, possvel chamar novamente o assistente de configurao conforme a seguir.

Aps a concluso do assistente de configurao, iniciado novamente o processo de transmisso para atualizar o as alteraes feitas conforme a seguir. Para maiores detalhes sobre a aplicao, consultar o seu respectivo Guia de Aplicao disponvel no CD que acompanha o produto. Este aplicativo est designado para rodar em computadores capazes de mostrar ou mais cores.

Embora o aplicativo rode em sistemas que mostram apenas cores, h notvel reduo da qualidade da imagem. Quando se roda numa resoluo de x, alguns dos maiores grficos podem ser mostrados fora da janela ativa. Muitos dos mtodos descritos abaixo so dicas que ajudaro no desmpenho de algumas aplicaes em Windows. Para maiores informaes sobre performace, consulte sua documentao Windows.

Este aplicativo usa sua memria de acesso aleatria do computador RAM. Se este aplicativo rodar vagarosamente, ou se voc obter mensagens de erro dizendo a voc "fora de memria", voc no poder ter RAM suficiente. A seguir so dadas algumas dicas para melhorar o uso da memria avaliada do seu computador. Obtendo Ajuda Voc pode determinar quanta memria necessria verificando no painel de controle a performace do Window 98 ou no gerenciador de tarefas do Windows XP. Para mais informaes sobre como mudar sua tela, consulte a documentao do seu Windows.

Para mais informaes sobre melhora de desempenho, consulte a documentao do Windows. Se uma falha de proteo geral aparecer quando voc imprime um tpico, verifique o driver da impressora. Mude para a uma verso mais atualizada do driver, se possvel. Assegure que sua impressora esteje ativada e que voc possa imprimir para ela de qualquer aplicao. Se o problema persistir, abra a pgina de propriedades da impressora que voc est usando. Clique na tabela de fontes, e ento selecione um mtodo de download de fontes True Types que trabalharo melhor com seu sistema.

Nenhuma parte deste documento pode ser reproduzidas ou transmitidas de qualquer forma ou por meios eletrnicos ou mecnicos, incluindo fotocpia, gravao, ou sistemas de armazenagem de dados, para qualquer propsito a no ser para uso pessoal do usurio, sem a permisso prvia por escrito da empresa WEG.

Permisso para imprimir uma copia permitida somente por meio eletrnico. A WEG pode ter patentes, pedidos de patentes, marcas registradas, direitos autorais, ou outras propriedades intelectuais contidas neste documento. O fornecimento deste documento no d o direito a qualquer licena de patente, marca registrada, direitos autorais ou outra propriedade intelectual qualquer. Outros produtos ou nomes de empresas aqui mencionadas podem ser marcas comerciais de seus respectivos proprietrios.

Index Ladder 90, 91, 98, , , , , , , -O- , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , O que o WLP 10 , , , , , , , , , , , Online 87 , , , , , , , , , , , Ligao 27 -P- Linguagem 90, 91, 98, , , Localizar 21 Pgina 24, 25, 26 Parada 31, , , -M- Parmetros Perfil Cam 48 24, 46, 65, 83, Leia de graça por 30 dias. Títulos relacionados. Anterior no carrossel Próximo no carrossel. Física Para Ciencia e Ingeniería Vol.

Pesquisar no documento. Projeto 22 Copyright WEG. Clulas 70 Parte V Monitorao 70 1 Introduo Barras Cód. Dimensões mm MO 40 5,2 ,0 x ,0 x ,0 ,0 x ,0 x ,0 Dimensões mm ,0 x ,0 x ,0 Cód. Código Multilaser Porta Cód. Barras Produto Código Multilaser Cód. Barras Qde Peso kg Dimensões mm 12,1 ,0 x ,0 x ,0 Cód.

Barras Produto Creme PS2 8,3 ,0 x ,0 x ,0 Creme USB 8,3 ,0 x ,0 x ,0 ,0 x ,0 x ,0 Cód. Barras Qde Peso kg Dimensões mm 88 4,6 ,0 x ,0 x ,0 www. Código Multilaser Cor Cód. Código Antigo Código Multilaser Cód. Barras Cx.

Barras Cx Master SP2. Barras Cx Master SP5. Caixa Master Código Mls Cód. Barras Qde Peso kg Dimensões mm PH PH 30 12,5 ,0 x ,0 x ,0 www. Barras Qde Peso kg Dimensões mm 54 40 9,4 ,0 x ,0 x ,0 16 3,7 ,0 x ,0 x ,0 Cód. Barras Quantidade Peso kg Dimensões mm Cód.

Barras Qde Peso kg Dimensões mm 14,4 ,0 x ,0 x ,0 14,4 ,0 x ,0 x ,0 15,6 ,0 x ,0 x ,0 www. Barras Quantidade Peso kg Dimensões mm 15,0 ,0 x ,0 x ,0 75 11,3 ,0 x ,0 x ,0 13,5 ,0 x ,0 x ,0 60 11,4 ,0 x ,0 x ,0 CABO USB 2. Barras Quantidade Peso kg Dimensões mm 70 7,0 ,0 x ,0 x ,0 70 7,0 ,0 x ,0 x ,0 60 10,4 ,0 x ,0 x ,0 60 10,4 ,0 x ,0 x ,0 www. Código Multilaser Metragem Cód. Barras Quantidade Peso kg Dimensões mm 9,6 ,0 x ,0 x ,0 12,0 ,0 x ,0 x ,0 13,2 ,0 x ,0 x ,0 16,2 ,0 x ,0 x ,0 Cód.

Barras Quantidade Peso kg Dimensões mm 8,2 ,0 x ,0 x ,0 12,8 ,0 x ,0 x ,0 13,9 ,0 x ,0 x ,0 17,5 ,0 x ,0 x ,0 Cód. Barras Qde Peso kg Dimensões mm Barras Qde Peso kg Dimensões mm 9. Barras Qde Peso kg Dimensões mm 8.

AA mAh 72 17,7 ,0 x ,0 x ,0 CB 04 unid. AA mAh 48 6,6 ,0 x ,0 x ,0 CB 02 unid. AAA mAh 48 5,1 ,0 x ,0 x ,0 www. AA mAh 80 14,4 ,0 x ,0 x ,0 CB 04 unid. Barras Qde Peso kg Dimensões mm 02 unid.

AA mAh 48 11,8 ,0 x ,0 x ,0 CB 04 unid. AA mAh 48 25,2 ,0 x ,0 x ,0 CB 04 unid. AA mAh e 04 unid. Barras Qde Peso kg Dimensões mm 04 unid. AA mAh 10 4,3 ,0 x ,0 x ,0 04 unid. AA mAh 24 9,1 ,0 x ,0 x ,0 CB 04 unid. Barras Códigos Cor Cód. Entrada Volt. Barras Qde Peso kg Dimensões mm JS 50 8,8 ,0 x ,0 x ,0 www. Cor da superfície Cód. Barras Produto Código Multilaser Emb. Multilaser Embalagem Cód. Barras Qde Peso kg Dimensões mm 10,0 ,0 x ,0 x ,0 Cód.

WEG-software-de-programacao-ladder-wlp-manual-do-usuario-10000051020-10.0x-manual-portugues-br.pdf

Barras Qde Peso kg Dimensões mm 60 5,8 ,0 x ,0 x ,0 Cód. Barras Qde Peso kg Dimensões mm 12,0 ,0 x ,0 x ,0 7,2 ,0 x ,0 x ,0 Cód. Barras Qde Peso kg Dimensões mm 24 11,3 ,0 x ,0 x ,0 12,0 ,0 x ,0 x ,0 Caixa Master Código Multilaser Embalagem Cód.

PEDALEIRA ZOOM 3030 BAIXAR PORTUGUES MANUAL