papawemba.info

Biblioteca Brasileira de Arquivos

BAIXAR MUSICA E AINDA SEPP VIER NOITES TRAIOEIRAS


Clique agora para baixar e ouvir grátis NOITES TRAIÇOEIRAS PADRE FABIO DE MELO POR JACKSON GRAVAÇÕES DE QUIXADÁ postado. músicas do CD. Noites traiçoeiras Baixar. CDS RECOMENDADOS. PSIRICO AO VIVO NO SALVADOR Inscreva-se no TV Sua Música. Ouvir, Baixar gratuitamente a música Tudo É Do Pai / Noites Traiçoeiras - Flavio José - Seleção De Ouro. Confira também outros sucessos de Flavio José no.

Nome: musica e ainda sepp vier noites traioeiras
Formato:ZIP-Arquivar (MP3)
Sistemas operacionais: MacOS. Android. iOS. Windows XP/7/10.
Licença:Grátis (* Para uso pessoal)
Tamanho do arquivo:8.19 Megabytes

TRAIOEIRAS AINDA NOITES BAIXAR MUSICA E SEPP VIER

Hoje, sabe-se que os judeus americanos trouxeram esses filmes com eles ao chegarem a Frankfurt, alguns dias depois que a cidade foi ocupada, na esteira das tropas americanas. Repudiado o Catholicismo como lei suprema das relações entre homens e povos, a vida passou a ser uma sé rie de egoísmos que se combatem. Nasce Rentería. Os filmes eram enviados para famílias usando a rede telefônica. Luiz Gonzaga de Almeida. Nos países do Leste, isto é, Polônia, Ucrânia e Lituânia, os judeus sofreram as suas maiores perdas. Ao seu lado, Marlene e Dalva de Oliveira. Vídeo com uma linda mensagem sobre o amor de Deus por você Vídeo com uma linda mensagem sobre o amor de Deus por você!!! A infância de Telê Telê teve uma infância relativamente calma. Portanto, est claro que os dogmas vazados no Torah, os princpios do Talmude e as instituies secretas judaicas na Idade Mdia ainda continuam sendo instrumentos efetivos que servem na luta pela obteno do poder mundial. Cem vítimas do desastre.

músicas do CD. Noites traiçoeiras Baixar. CDS RECOMENDADOS. PSIRICO AO VIVO NO SALVADOR Inscreva-se no TV Sua Música. Ouvir, Baixar gratuitamente a música Tudo É Do Pai / Noites Traiçoeiras - Flavio José - Seleção De Ouro. Confira também outros sucessos de Flavio José no. Ouça NOITES TRAIÇOEIRAS de Marcia Porto no Palco MP3, o site da novíssima música brasileira!. Padre Marcelo Rossi - Noites Traiçoeiras (Letra e música para ouvir) - E ainda se vier, noites traiçoeiras / Se a cruz pesada for, Cristo estará contigo / O mundo. E ainda se vier noites traiçoeiras. Se a cruz pesada for, Cristo estará contigo. O mundo pode até fazer você chorar. Mas Deus te quer sorrindo. E ainda se vier.

Esta rua ficava na divisa do Andaraí com Vila Isabel. Outra particularidade e que nesta rua também existia vilas e numa delas residia minha tia Olga, seu marido Macedo e sua filha Ligia que na verdade foi minha primeira namorada.

La era promovido matines e a freqüência era permitida para maiores de 14 anos. Eu como era bem crescidinho passava perfeitamente por essa idade. Samy Davis Jr. Um outro divertimento da época era o cinema. Todos os domingos era sagrado a nossa freqüência em um desses cinemas. O homem ficou sem graça e depois desse dia ele nunca mais apareceu. Seu enterro é acompanhado por 15 mil pessoas.

Entre e houve dois desfiles. Um oficial, que era subvencionado pela Prefeitura, e tinha como principal escola o Império Serrano. Do outro lado, sem verba alguma, desfilavam os dissidentes Portela e Mangueira. Os brasileiros ficaram entusiasmados e confiantes no titulo.

Com uma ótima equipe, o Brasil chegou à final contra o Uruguai. A Rua Cardoso Junior e uma rua bem íngreme e tínhamos que subir as ladeiras da mesma diariamente. Foi nesta casa que ocorreu um dos piores momentos de nossas vidas. Um bonde que nos levava do Engenho Novo até a Praça Verdum no Andaraí e outro da Praça Verdum para Laranjeiras tudo isso porque as dificuldades financeiras nos obrigavam a andar de bonde. Esta noticia, dada para dois adolescentes sem o mínimo cuidado, vocês devem imaginar como foi o choque.

Nesta rua de Laranjeiras, conheci uma jovem de nome Neide com quem iniciei namoro e conseqüente noivado que so terminou quando fui para S. Paulo e comecei a namorar a Helena. Logo na estréia a TV Brasileira teve de mostrar seu poder de improviso.

Uma delas é que, empolgado, Chateaubriand teria quebrado uma garrafa de champanhe numa das duas câmeras RCA, fazendo com que a TV no Brasil entrasse em cena com apenas metade de sua capacidade, isto é: com apenas uma câmera.

Como ele é muito engraçado, as pessoas acabam se convencendo. A TV Tupi dos primeiros anos era uma verdadeira escola.

Aos poucos, outros programas ganharam forma: o primeiro telejornal, a primeira telenovela. Alguns programas dos primeiros tempos da TV Tupi tornaram-se campeões de audiência e permanência no ar: Alô Doçura, Sítio do Picapau Amarelo, O céu é o limite, Clube dos Artistas que existiu de a e o famoso telejornal Repórter Esso que ficou dezoito anos no ar.

Abalada por problemas financeiros, mal administrados, sem investimentos, a TV Tupi perde qualidade e audiência. Houve duas tentativas para que ambas comandassem a Rede Associada. Ano após ano, a crise se aprofunda. E com a Rede Globo impondo seu domínio avassalador, a Tupi se enfraquece. Ainda assim, a emissora pioneira consegue emplacar sucessos na década como Mulheres de Areia , Meu Rico Português e A Viagem Proliferam muitos escândalos financeiros.

Em agosto de , Éramos Seis, Cinderela 77 e Um Sol Maior registravam os mais baixos índices de audiência da história do canal. Entre e , nova greve. A crise chegou a Brasília. Muito se discutia, pouco se fazia. A proposta é recusada. Os lotações tinham que fazer maior numero de viagens e por isso abusavam da velocidade. Constantemente eu ficava no Guartel dos bombeiros e era regular as minhas saídas com as equipes que fiscalizavam os hidrantes.

Começam também a fabricar no Brasil aparelhos receptores de TV. Os primeiros foram da marca "Invictus", de Bernardo Kocubej. Eram dois capítulos por semana transmitidos pela Tupi. Os filmes eram enviados para famílias usando a rede telefônica. Em minha vida militar tive passagens pelo: Forte de Copacabana — Forte S. Para que as pessoas conheçam melhor algumas fortalezas do Rio de Janeiro fiz uma pequena pesquisa na Internet sobre as mesmas. Na verdade, pouco puderam fazer principalmente durante o século dos Piratas, o século 18, quando a cidade foi saqueada.

No entanto seus canhões ameaçaram-se mutuamente de cada lado da Baía, atiraram contra embarcações de sua própria bandeira, suas guarnições rebelaram-se em episódios que sacudiram os alicerces do país. Muito pouco se sabe destas construções, cuja presença apesar de evocar uma época tornada romântica pelo cinema foi absolutamente conturbada e perigosa.

SINOPSE Partindo pelo mar e pela embocadura da Baía da Guanabara, percorremos seus fortes e fortalezas, sempre alternando vistas panorâmicas com imagens de arquivo e depoimentos sobre os acontecimentos mais importantes na história destes baluartes de um Brasil ainda nascente. Historiadores e militares contam o turbulento início do Rio de Janeiro.

O Forte de Copacabana conta sua controvertida história, ao mesmo tempo desfigurando um marco territorial a Igrejinha de N. De Copacabana , posteriormente destacando-se pela modernidade em ; palco da revolta dos Dezoito do Forte , sendo bombardeada pela Fortaleza de Santa Cruz e finalmente berço do Golpe Militar de O Forte de Copacabana caracterizou-se por possuir traços peculiares que marcaram a sua história.

Seus modernos canhões, dotados de grande potência de fogo e avançada tecnologia fizeram-no, por muito tempo, baluarte de defesa da entrada da Baía.

As intensas ligações com a comunidade e o brilho alcançado nas competições desportivas tornaram o Forte de Copacabana uma amizade de escola e orgulho dos militares que por ele passaram. A Baía de Guanabara se despede, cerrando o manto da noite sobre seus fortes e fortalezas.

Morgado Ten. Neste ano, mais precisamente no dia 28 de Setembro, morria Francisco Alves. O choque dos dois veículos foi violentíssimo, resultando ficarem ambos seriamente avariados e tendo a "Buick", a seguir, se incendiado. Ao que se presume, Francisco Alves pereceu imediatamente, pois as chamas que dominaram o carro carbonizaram-lhe o corpo tornando-o irreconhecível.

Seu companheiro foi projetado fora do carro, sendo recolhido, momentos depois, por um auto que passou no local, e conduzido à Santa Casa de Taubaté, onde ficou internado em estado de coma. O Dia, 28 de setembro de Da sua garganta privilegiada voaram as melodias mais lindas que se inventaram para exprimir as dores e as alegrias coletivas. Cem, duzentas, mil pessoas? Quem sabe ao certo, se a vista do repórter se perdia ao longo de ruas e avenidas da zona sul?

Tremendo choque causou a morte de Francisco Alves, cujo corpo foi retirado dos destroços quase irreconhecível, totalmente carbonizado. Haroldo Alves, que viajava em sua companhia, gravemente ferido, foi internado no Hospital de Taubaté em estado desesperador. Francisco Alves fora, realmente, um caso raro, como é o de Chevalier na França. Em conseqüência, a cerimônia final foi perturbada, ficando os oradores praticamente impedidos de fazer uso da palavra.

Doze pessoas tiveram que ser atendidas pelo serviço médico. No desastre, saiu gravemente ferido o companheiro de viagem de Francisco Alves, Haroldo de tal. Francisco Alves nasceu na rua da Prainha no dia 19 de agosto.

Figurava no elenco a formosa chilena, Célia, que, apaixonada por Francisco Alves, a êle se uniu e é até hoje a esposa do grande cantor brasileiro. Foi arrematado pela morte quando dirigia o seu "Buick", na rodovia "Presidente Dutra", no trecho da estrada que atravessa o município paulista de Pindamonhangaba.

Ferido de morte, Chico foi envolvido pelas chamas, o seu corpo ficou carbonizado. Francisco Alves pertencia a modesta, mas boa família lusitana. Ele, no entanto, era brasileiro e carioca, havendo nascido na Rua da Prainha.

Nasceu a 19 de agosto de Ali, ao cantarolar enquanto trabalhava, foi notada a beleza de sua voz. Animado pelos companheiros, começou a fazer serenatas e cantar em festas íntimas, até que resolveu ingressar profissionalmente na vida artística. O numero de discos que Francisco Alves nos deixa é imenso. Uma de suas gravações carnavalescas de maior sucesso foi a dos festejos de Momo, em l, com a Marchinha "Retrato do Velho".

Lembramo-nos que no baile do Municipal, no aludido Carnaval, que contou com o comparecimento do presidente Vargas, recém-eleito, foi entoada em uma só voz, pelos foliões presentes, que se aglomeraram sob o camarote presidencial. E Getulio, sorridente, ouvia a vozearia que, na marchinha lançada por Francisco Alves reclamava musicalmente: "Bota o retrato do velho, outra vez, bota no mesmo lugar". O grande evento do carnaval era o tira-teimas entre Portela e Mangueira, de um lado, e Império Serrano de outro.

Foi montado um tablado para o desfile e pela primeira vez havia arquibancada e palanque de autoridades. A Portela e a Mangueira empolgaram o publico. Por isso, a pedido dos americanos, os envelopes nem chegaram a ser abertos. E criada a regra do acesso e descenso.

As principais desfilaram na Presidente Vargas e as menores no local onde foi a Praça Onze. Foi ao ar pela primeira vez no dia 17 de junho. Na década de tornou-se a líder, juntamente com a TV Excelsior. Mesmo assim conta com relativos sucessos no jornalismo - com o Jornal da Record comandado inicialmente por Paulo Markun e Sílvia Popovich, em , e Carlos Nascimento em - e nos esportes, com Silvio Luiz na frente de sua equipe esportiva.

A Nova Record Apostando numa grade de qualidade, a Rede Record inicia uma nova fase a partir de março de A emissora volta à investir em novelas e em jornalismo de qualidade.

Houve sim alguns tropeços - como a novela-fiasco Metamorphoses -, mas a emissora soube contornar os fracassos com uma grade bem estruturada e programas bem-feitos. Em Breve estréia Bicho do Mato. Uma novela que possui um elenco de primeira, e locações no Pantanal. O Brasil, treinado por Zezé Moreira, foi eliminado pela Hungria nas quartas-de-final. Unidos onde Martha Rocha perdeu por causa de suas duas polegadas a mais. Ela até hoje e considerada a miss mais bonita do Brasil.

Osvaldo Aranha teria dissuadido o Sr. O ministro da Justiça, em palestra com a reportagem política, esta tarde, repeliu as informações sobre o desejo do presidente da republica de renunciar. Getulio Vargas houver por bem nomear um deles para substituir o brigadeiro Nero Moura no Ministério. O brigadeiro Nero Moura objetou que os majores eram apoiados pelos brigadeiros.

Esse relato é absolutamente fiel e começou por criar embaraços ao próprio governo, limitando-se o Sr. Osvaldo Aranha. Augusto do Amaral Peixoto. Getulio Vargas teria admitido a hipótese da sua renuncia, no que foi dissuadido pelo Sr.

Foram aprovadas as seguintes medidas: associar-se às homenagens prestadas ao morto; mandar rezar missa de setimo dia por alma do major aviador; ter-se feito representar no enterro.

O ministro da Justiça, na sua conversa com a reportagem asseverou que o Sr. Osvaldo Aranha o brigadeiro Eduardo Gomes, o Sr. As conversações mantidas com o titular da Fazenda, sobre as quais foi guardado absoluto sigilo, estariam ligadas, ao que consta ao fato de ter sido o Sr. Osvaldo Aranha quem convenceu o Sr. Alem do general Zenobio, estiveram no Catete em conferencia com o Sr. Getulio Vargas o Sr. Também o Sr.

Zenobio avista-se com o brigadeiro RIO, 9 Sucursal - Segundo se informa, o general Zenobio da Costa manteve esta tarde uma conferencia com o brigadeiro Eduardo Gomes a quem pedira que indicasse o nome de um brigadeiro para suceder ao Sr.

Getulio Vargas. Inopidamente, fez-lhe essa pergunta: Mas o homem que você conduziu era investigador junto ao Catete ou da guarda pessoal? Diante disso, o motorista resolveu contar o que sabia. Sabe-se, porem, que o motorista revelou o nome de um dos assaltantes: Climério Eurides de Almeida, apontado como pertencente à guarda pessoal do Catete.

Um seu companheiro, que o motorista declarou desconhecer, é que foi o autor da chacina, depois do que fugiu no carro dirigido por ele, Nelson. Como se desconfiava desde suas primeiras declarações, o motorista Nelson Raimundo de Souza sabia muito mais do que dizia. Silvio Terra impressionaram o general Armando de Morais Ancora.

O motorista, em hipótese alguma, estaria inocente. Um detalhe importante a reportagem de O Globo apurou ontem. Pelo contrario, existe, a respeito, o depoimento de uma testemunha ocular, altamente elucidativa. Isto mesmo, alias, as autoridades daquele distrito afirmaram ao jornalista Carlos Lacerda, isto é, que haviam resolvido transferir o "chauffeur" por recearem um seqüestro por parte dos elementos da FAB.

E teve êxito. Até o presente momento, o motorista sofreu um interrogatório de cerca de trinta horas. O ministro da Justiça, Sr. Tancredo Neves, o chefe de Policia e o brigadeiro Eduardo Gomes e assessores de Carlos Lacerda assistiram ao depoimento do motorista. Investigações no Catete. O problema naquele momento era prender o policial apontado pelo motorista.

E a primeira ordem dada pelo delegado Pastor foi no sentido de prendê-lo, custasse o que custasse. E tudo isso foi transmitido ao ministro Nero Moura, que, por sua vez, se comunicou com o ministro Tancredo Neves e, este, com o general Caiado de Castro. Àquela altura, todas as altas patentes militares tinham ciência dos fatos. Pensou-se em despertar o próprio Sr. Getulio Vargas, uma vez que s. Se dissera disposto a colaborar em tudo e querer saber de todos os detalhes.

O primeiro a ser ouvido foi o tenente Gregório Fortunado. Deu os informes que podia acerca de Climério e da sua fuga. A partir desse momento, começou a caçada sem tréguas ao policial acusado.

E os esforços nesse sentido continuam ainda sem esmorecimento principalmente por parte de um Tenente que era conhecido somente como Ten. Fala que este Tenente Rana e perigoso e violento. Identificados, adianta-se, mais dois assaltantes. Foi apontado e aceito o nome do Sr. Elmano Cardim, diretor do "Jornal do Comercio". Falou-se em fazenda, citaram-se nomes cometeram-se exageros.

A verdade é que, quando a grande caravana chefiada pelo delegado Hermes Machado daqui partiu levava um roteiro certo. E a caravana regressou domingo à noite, sem o apontado criminoso.

Novas diligencias. RIO, 9 Sucursal - O delegado Hermes Machado à noite regressou no interior fluminense onde percorreu diversas cidades sem obter qualquer resultado. Quem é o curioso O investigador Climério Eurides de Almeida, apontado pelo motorista Nelson Rodrigues de Souza como um dos participantes do atentado contra Carlos Lacerda, é natural do Rio Grande do Sul, da zona da fronteira.

Veio para o Rio em e sempre serviu, como componente da guarda pessoal do presidente da Republica, no Catete. Depois desse rapto, esteve refugiado na Argentina. Deposto o Sr. Foi servir na Delegacia de Vigilância e Capturas. Em companhia de uma dessas duas figuras foi mesmo visto varias vezes. Climério Eurides de Almeida é gordo, de estatura mediana - cerca de 1m70; tem olhos castanhos claros, pele clara, parecendo estrangeiro, e acentuadas marcas de varíola no rosto.

Apesar disso, deixou surpreso o seu antigo superior quando tirou do bolso algumas laudas de papel e pôs-se a ler versos satíricos No meio de tanta beleza se destaca Martha Rocha. Uma brasileira de cabelos dourados e olhos azuis que desde pequena encantava e era admirada por todos. Sua vida dentro de casa era um tanto fria e distante. Aos 18 anos em uma incrível coincidência, conhece Guilherme Simões, sobrinho do fundador do Jornal A Tarde.

Guilherme a convence participar do concurso de Miss Bahia. Martha acha tudo aquilo muito engraçado e apesar de insegura decide participar do concurso. Mesmo assim, Martha vai ao desfile e com sua beleza e carisma ganha o concurso de Miss Bahia.

De Miss Bahia para Miss Brasil foi um piscar de olhos. No Rio, Martha Rocha podia tudo. Martha Rocha foi consagrada Miss Brasil por unanimidade. Uma brasileira loira de olhos azuis representava o nosso país. Em julho de , ela chega aos EUA. Com 18 anos, no fervilhar da juventude Martha Rocha concorre ao título de Miss Universo. Desta vez, contava com um enxoval oferecido pelas melhores butiques paulistas. Todos queriam vestir a nossa miss. A brasileira acariciava os olhos e maltratava os corações dos homens.

O povo americano festejou a vitória de Martha Rocha com tanta euforia que nem ela mesma acreditava no que via. Fatores sociais, políticos e até as medidas dos corpos das candidatas, foram levantadas como possíveis boicotes do concurso.

Mas de que importava? A sua volta para o Brasil foi comemorada de todas as formas. Na Bahia foi recebida pelo governador da época, Régis Pacheco. Milhares de pessoas queriam receber e dar carinho para a Miss Brasil. Era a pessoa mais requisitada em todos os eventos da cidade. Jantares, inaugurações, festas, em qualquer lugar Martha Rocha marcava presença.

Martha Rocha sempre estava à frente do seu tempo. Casou cedo, foi morar longe da família e passou a ser dona de casa, na Argentina. Era vizinha da família Perón, portanto, sempre estava rodeada de pessoas importantes. O seu casamento era um verdadeiro sonho. O mesmo destino que traçou a brilhante trajetória da Miss Martha, tirou o banqueiro português da sua vida.

Em , conhece Ronaldo Xavier de Lima que mais tarde viria a se tornar o seu segundo marido. O segundo casamento de Martha Rocha foi o frisson do ano.

Fotógrafos, jornalistas, amigos, curiosos, todos queriam ver a linda Miss Brasil, vestida de noiva. A lua-de-mel em Paris foi um verdadeiro luxo. Martha participou de campeonatos internacionais de cavalos ao lado da Rainha da Inglaterra, conheceu o príncipe Charles, entre outras celebridades. Apesar de tanto glamour, mais uma vez, terei que contar um episódio triste. Ronaldo se revela uma outra pessoa.

Depois de 13 anos tentando manter seu casamento, decidiu — se separar —se. Depois disso, Martha que sempre contou com o apoio de Bebeth, Lígia e Roberto amigos do Rio , continua a sua vida.

Portanto, nem tudo foi glamour na vida da nossa miss. Martha Rocha enfrentou desentendimentos familiares e apertos econômicos, que mudaram seu tipo de vida e seus valores. Nem um câncer no seio esquerdo da nossa Miss Brasil, tirou a força dessa mulher.

Nova posição: FONTE DJ FANCY BAIXAR

E durante o tratamento da sua doença Martha Rocha desenvolve outro dom além passarelas, desfiles e fotografias. A pintura foi uma verdadeira terapia. Atualmente além de seus eternos compromissos com a moda, Martha pinta e vende seus quadros, que além de distraí-la, é a sua fonte de renda.

Martha Rocha é um mito. Faz parte da história do povo brasileiro. Todos clamavam por justiça, mas o clima propício à justiça cada vez se tornava mais conturbado. Jornal do Brasil, 25 de agosto de O embarque do corpo do Sr. Nada fazia crer fosse o Presidente se matar - disseram-nos o general Caiado de Castro e Jango Goulart, com os quais ele conversara minutos antes de se recolher. Acudiu, incontinenti, o Sr. Sarmanho, que se encontrava na janela da sala contígua a do elevador privativo do presidente.

Da janela, o Sr. Sarmanho fez um sinal para um oficial, pedindo fosse o general Caiado avisado de que o Sr. A seguir, correndo escada acima, o Sr. Osvaldo Aranha logo chegou. Lê-se o pesar no rosto do povo. O presente lastima a sua perda. Os grupos foram-se avolumando, com a chegada de gente de todos os lados. Dois caminhões dessa empresa foram incendiados. A cidade inteira vivera no curso de uma noite uma tragédia Shakesperiana. O corpo do Sr. Seguiram-no quatro aviões, com pessoas de sua família e amigos mais íntimos.

A família do Presidente dispensou as honras militares. Foi chamada com urgência uma ambulância. Ouvira um tiro. Acorrera aos aposentos presidenciais.

Rodolfo Perricê. Estava com as vestes empapadas de sangue. A crise se prolongou. Logo depois entrava no quarto o Sr. Lutero Vargas e sentava-se ao lado do corpo, em prantos. Às 9 horas surgia a notícia emocionante. Pouco depois das oito horas, o Sr. Instantes depois, deitando-se no leito, o Sr.

Ninguém esperava que o Presidente fosse capaz daquele gesto. Milhares de pessoas formaram filas imensas pelas ruas do Catete para ver o corpo do presidente. Para substituir o Presidente Getulio Vargas, foi indicado o Sr. Carlos Luz que ficou governando o Pais até 11 de Novembro do ano seguinte.

Salk, apresenta a vacina para a Poliomielite. O vice-presidente Café Filho assume o governo. Lembro-me até hoje as minhas aventuras nas praias das Virtudes e Calabouço. Eram praias consideradas muito perigosas em conseqüência do aterro que ali tinha sido jogado. Esta também acabou por causa do aterro do Flamengo. A praia das Virtudes ficava mais precisamente defronte ao prédio da Esso.

O motivo foi a morte de seu apresentador Héber de Bóscoli. Em 18 de Setembro de acontece outro marco importante para a TV Brasileira. Silvestre, precursor de todos os programas de perguntas e respostas da TV brasileira. A Tv no Brasil crescia a passos largos. Nereu O. Juscelino teve sua posse garantida para janeiro do ano seguinte. Nereu Ramos assume a Presidência da Republica por eleições diretas o Sr. Servi de bode expiatório e de armazém de pancada durante dois anos, ou quase, na esperança de que os que com isto eram poupados pudessem ou quisessem ou soubessem agir.

No dia 13 de Julho Carlos Lacerda chegou de Portugal de navio. Foi neste período que tive novos conhecimentos e experiência. A Esso promovia todas as sextas feiras em seu clube, noite dançante.

A turma da Esso era uma turma muito participativa e animada.

Velocidade Online

Constantemente fazíamos viagens para as cidades mais próximas. Nas fotos abaixo foi um passeio que fizemos a Santos. Quando fui para S. Com o inicio de meu relacionamento com a Helena tive de terminar este noivado o que também foi bastante difícil para a Neide.

Como se pode notar o castigo para mim veio a jato, pois da mesma forma que eu terminei com a Neide a Helena terminou comigo. Lançado o edital do Concurso do Plano Piloto. Abandonou-se a idéia do tablado. A imprensa estimou que o publico presente ao desfile chegava a mil pessoal. Surge, no Rio de Janeiro, o bloco Cacique de Ramos. Paulo para substituir o porteiro que tinha faltado por motivo de doença.

Diante de minha saída da Esso em Outubro de consegui arranjar emprego na Cia. Pela primeira vez no Brasil é usado o videoteipe. Wilson Tanure Vice Prefeito: Sr. Esta fabrica era de propriedade do General Orlando Moreira Torres.

Acordei um pouco mais cedo, antes de ir para o ponto do ônibus resolvi dar uma volta por perto do hotel. Fiquei deslumbrado com o que via. A Lagoa me recordava a Lagoa Rodrigo de Freitas no Rio mais era muito mais bela pela sua naturalidade.

Foi neste momento que senti que Sete Lagoas seria o lugar ideal para complementar meu destino e resolvi adota-la como minha segunda cidade natal. O nosso interesse e por que José Eloi de Deus, havia nos contado sobre uma gruta existente naquela fazenda e que continha em seu interior pedras que mais pareciam brilhantes.

José Eloi de Deus foi merecidamente homenageado como o primeiro homem a entrar nestas cavernas. Mais vamos nos para o outro lado dessa historia. Num certo anoitecer, mais precisamente na semana do carnaval, estando eu na esquina do hotel em companhia dos amigos, assistindo o footing que era realizado na Av. Falei com meus amigos: Vou me casar com aquela bitelona o que fui alvo de gozações e desafios.

Fiquei tremendamente impressionado com sua beleza e postura. Nesta época existiam na cidade três cinemas; o Trianon, Meridiano e o Rivelo que era o mais novo da cidade. Durante a conversa ela me disse que trabalhava nas Lojas Barateiras que ficava naquela rua, e que ela estava indo para o trabalho. Abaixo fotos do Sr. Seu nome foi dado a uma Rua da cidade para ser lembrado e homenageado por sua família e seus conterrâneos.

O gesto do Sr. Foi um namoro bem curto, somente três meses e ficamos noivos somente durante nove meses até a data de nosso casamento. Naquela época além de ser um local excelente para pic-nic também era um local aprazível para se passar algumas horas junto a natureza.

Luis Maschalko - Os Conquistadores Do Mundo - Os verdadeiros criminosos de guerra

Eu era um perigo, carioca, desconhecido para todos na cidade e com poucas referencias pessoais. Daí o cuidado deles. Com o começo deste namoro, surgiu um problema para mim. Como me afastar de Gilda e falar com a mesma que estava me preparando para casar com uma jovem Mineira. Abaixo diversas fotos do meu período de namoro com Elaine. Algumas fotos foram tiradas em passeios na Serra de Santa Helena e outras próximas da antiga Praça de Esportes.

Gumercindo, para que eu saísse da Empresa Brasileira de Engenharia ,me desliguei da mesma e fui trabalhar na Cia. Alegria por que adoravam mexer com eles para ouvir e ver as reações, e temor porque duvido, que algum tivesse coragem para se aproximar de algum deles. Wilson fazendo suas poesias para as moças, Isabel xingando quando falavam que ia chover, Aprígio com a venda de seus queijos e Milito com as historias de suas onças no mato onde vivia Gruta Rei do Mato.

É inaugurada em S. Paulo a TV Excelsior. Era a primeira vez que uma escola de samba ia ao exterior. A Portela conquista o tri-campeonato no carnaval carioca com o enredo "Brasil, panteon de glórias". DeMille, realizador de cinema norte-americano.

Meu casamento foi realizado no dia 28 de Maio e a cerimônia religiosa foi na Matriz de Santo Antonio. O casamento Civil foi na casa de Elaine.

As duas, ainda crianças, começaram a fazer gestos e oferecer cerveja para o mesmo que as remunerava pelo favor e elas se aproveitando disso ficaram a festa toda a oferecer bebida para o mesmo. O pior e que com ele estava diversos familiares de Elaine. Pedro de Freitas que na época era gente do IAPI, uma apartamento no conjunto desta autarquia que estava preste a ser concluído. Em maio acontece o primeiro incêndio na Tv Record.

O videoteipe passa a ser utilizado com mais regularidade no programa "Chico Anísio Show", dirigido por Carlos Manga. As propagandas que eram apresentadas ao vivo passam a ser gravadas. Em seguida, às 19h55, foi levado ao ar um boletim meteorológico chamado A moça do tempo, apresentado por Albina Mosqueteiro.

Cocoricó, programa infantil que usa bonecos como personagens, também foi um dos maiores sucessos da emissora. Ganhou seu novo formato em , e também o Prix Jeunesse. Fechou as portas em definitivo em 30 de setembro de Era o fim da TV Tupi. Permanece, entretanto, um acervo de duzentos mil rolos de filmes, 6. Mas nada adiantou. Ivo Korytowski. Janeiro: Ediouro, s. Chatô: Rei do Brasil. Mantém os artistas que fizeram o carnaval anterior e ainda convida seu colega de trabalho Arlindo Rodrigues.

Eles montam um enredo sobre Zumbi dos Palmares. Foi difícil convencer a escola que precisava haver alas vestida de escravos. Os favoritos para vencer o desfile deste ano eram Portela e Salgueiro. Naquele ano foi introduzido o quesito cronometragem para as escolas que ultrapassassem. As duas primeiras foram penalizadas em 15 pontos.

O titulo ficaria com o Salgueiro. Os dirigentes de outras escolas se revoltaram com a mudança do resultado. Em , casou-se com D. Sarah Luiza Gomes de Lemos. Sua carreira política iniciou-se em quando foi escolhido como chefe do gabinete do recém-nomeado interventor federal em Minas Gerais, Benedito Valadares.

No mesmo ano foi eleito deputado federal. Ingressando no PSD, em foi novamente eleito deputado federal, exercendo o mandato de a , ano em que foi eleito Governador de Minas Gerais. Assim, a ALEG em sua primeira legislatura foi formada apenas pelos trinta deputados constituintes.

Somente na segunda legislatura teria 55 parlamentares, de acordo com a proporcionalidade de um representante para cada 20 mil eleitores do estado Carlos Lacerda foi eleito Governador da Guanabara por escassa maioria de votos. Setembro - Archimedes Memória, arquiteto brasileiro. Jânio Quadros substituindo o Sr.

Juscelino Kubitschek de Oliveira. Carlos Lacerda fez um discurso no dia 24 de Agosto que derrubou Jânio no dia seguinte. No dia 25 de Agosto deste ano renuncia a Presidência da Republica o Sr. Na realidade o que ele queria e que chegando ao aeroporto de Cumbica em S.

O tiro saiu pela culatra. O Congresso aceitou sua renuncia e marcou a posse do Vice Presidente. Mesmo diante de bastantes protestos e tentativa de impedimento o Sr. A partir de , Castelo Branco e os demais presidentes militares que o sucederam consolidam Brasília como a capital de fato do País.

O parto de Frank foi marcado por passagens difíceis. Primeiro que o medico que acompanhava a gravidez de Elaine, Dr. Pedro Luiz. O parto também foi bastante cruel para Elaine. Por minha ignorância e também por falta de medico na maternidade ela sofreu durante dois dias. Este sofrimento foi grande para Elaine alem de colocar em risco sua vida e também do Frank.

Finalmente Deus nos protegeu e ele veio ao mundo neste dia 02 de março. Em seu batizado estiveram presente alem de meus pais minha prima Ligia e seu filho Sergio. Foi uma festa bonita. Ele, Frank alem de ser muito bonito era um garoto enorme. Nesta oportunidade ainda estava trabalhando na Cia. Mais uma vez estava desempregado e desta vez era pior, pois tinha mulher e filho para sustentar e a cidade tinha carência de empregos. Nas fotos acima Frank estava com 8 meses.

Noites Traiçoeiras

Depois de alguns dias de procura, consegui arranjar um emprego no dia 09 de Junho de para trabalhar na Fabrica de Produtos Lavex como Chefe do Departamento Pessoal. Na foto abaixo eu e o Diretor da Lavex Sr. No dia 17 de Dezembro deste ano o radio anuncia o incêndio onde perderam as vidas mais de pessoas, sendo a maioria crianças e teve também centenas de feridos.

Esta tragédia deixou tanto o Est.

A foto que segue e de uma visita que fizemos ao Sitio de meu Tio Mario em Petrópolis. O atual Aeroporto Internacional de Luanda tem o nome de "4 de Fevereiro" para assinalar essa data histórica. Shepard, primeiro americano no espaço.

Crise política no Brasil. Outras proibições do presidente que adorava governar por meio de bilhetinhos, foi as rinhas de briga de galo. Leoni, cantor e compositor brasileiro. Tudo começou com um convite do Dr. Neste dia de minha visita coincidiu com a visita também do governador que durante a visita me argüiu de diversos assuntos.

Neste cargo passei um tremendo susto: Em uma visita no final de ano ao presídio a pedido do governador, os presos fizeram a mim e outros visitantes como reféns. Minha mulher ao saber da noticia pelo radio ficou apavorada.

As horas finalmente, com a interferência do Arcebispo do Rio de Janeiro, D. Helder Câmara, fomos colocados em liberdade. Avelar Pereira de Alencar. Ao Dr. Durante algum tempo tive a oportunidade, depois que sai da firma, de ser seu vendedor exclusivo no Rio de Janeiro.

Na foto do meio D. Na primeira foto Elaine, Marilda, D. Jânio Quadros obriga , por decreto, a dublagem de todos os filmes transmitidos pela TV. Temor mundial por conflito nuclear. Marilyn foi encontrada morta em sua casa sob suspeita de suicídio. Muita gente comenta que ela foi vitima do sistema de segurança do Presidente Kennedy por ela estar envolvida amorosamente com o Presidente.

No dia 30 de Novembro foi à vez do Sr. José Diniz tio de Elaine que tinha nos deixado. Era comum a falta de alimentos para serem vendidos ao povo. Além de tudo ainda acontecia as invasões e saques a armazéns e super-mercados. Em 4 de Outubro pediu o pedido de estado de sítio foi feito. Goulart retirou o pedido 4 dias depois".

No dia 7 de outubro foi apresentado ao Congresso requerimento do deputado padre Godinho e de mais deputados pedindo a abertura de inquérito para apurar tentativa de seqüestro de Lacerda. Uma das alas passou dançando um minueto, dança do tempo da personagem homenageada. A polemica em torno das inovações foi grande. É executado no dia seguinte.

Sucedido por Alec Douglas-Home. Eu muito o estimava e o admirava. Foram três os falecimentos de pessoas ligadas a família em pouco mais de 10 meses.

Era completamente diferente do Io-Io no que diz respeito a seriedade de seus compromissos. Esta gravidez de Elaine foi mais tranqüila apesar da época turbulenta, tanto com os falecimentos na família como com os problemas profissionais e políticos. Somente agora e que fomos descobrir nosso tipo de sangue. Maria, que muito colaborou com a Elaine olhando o Frank e mesmo a Ciomara para que Elaine cuidasse da casa.

Era uma pessoa extremamente alegre. Nada a tirava da alegria e todos gostavam de prosear com ela. Das crianças aos adultos lamentavam-se quando ela deixava de vir para as festas de Natal. Depois que Sianinha faleceu os finais de Ano parece que perderam um pouco de alegria. Com a Ditadura de 64 vieram a censura e os seriados americanos: "Batmasterson", "Bonanza", "A Feiticeira", "Perdidos no Espaço", "Papai sabe tudo" etc.

A TV Excelsior do Rio é inaugurada, criando a linha de shows. Portela e Mangueira, que tinham cerca de 90 componentes nos anos 30 se apresentaram com 1.

Pedro I". Saiam as ruas, venham defender a Democracia. Para isto foi preciso forçar a ruptura constitucional e, posteriormente, estruturar um Executivo forte e repressivo capaz de desmontar as organizações sociais, culturais e políticas que traduziam a demanda dos sindicatos, grupos de esquerda e setores nacionalistas civis e militares.

Os "esguianos" integrados a esta vertente modernizante das classes conservadoras - entre os quais se destacavam os generais Golberi do Couto e Silva, Ernesto Geisel, Antônio Carlos Murici e Osvaldo Cordeiro de Farias -perceberam, em , que o fracasso de suas ações explicava-se, fundamentalmente, pelo isolamento social. Carlos Lacerda e Ademar de Barros, punidos, tiveram seus direitos políticos suspensos.

Por isto, os "tradicionalistas" deram o golpe mas os "modernizadores" ficaram com o poder. Havia déficit do tesouro e desequilíbrio no balanço de pagamentos. A dívida externa aproximava-se dos três bilhões de dólares. Poucas semanas depois da posse, falando perante o II Congresso de Assembléias Legislativas, o presidente apontava o caminho que adotaria para superar a crise econômico-financeira: "Mobilizar todas as forças do país no sentido de acelerar as reformas. Tratava-se, portanto, de um confronto entre dois projetos.

Só que a seu modo. Mas a natureza da crise e os métodos pretendidos pelo governo para combatê-la exigiam medidas que romperiam esta aliança. Um esforço monumental foi feito para derrotar o governo eleitoralmente. O resultado do plebiscito 9. O clero conservador tendo à frente o cardeal dom Jaime de Barros Câmara, do Rio apoiava a campanha contra o governo afirmando combater "a ameaça comunista". Grupos femininos, como a Campanha da Mulher pela Democracia Camde , promoviam manifestações antigovernistas incentivadas por organismos classistas patronais.

O avanço de forças sociais - sindicatos, grupos de esquerda e setores nacionalistas das forças armadas - , com um programa distinto e cujos interesses refletiam-se nas reformas de base do governo de Goulart, ampliou e transformou a proposta inicial do IPÊS. Em sua fase "defensiva", a campanha do IPÊS promovia "os valores" da livre iniciativa e dava suporte financeiro a candidatos comprometidos politicamente com os seus propósitos.

A classe média, agitada pelo "fantasma" do comunismo associado aos objetivos reformistas do governo, sintonizou-se com a propaganda ideológica do IPÊS. Seus dirigentes e associados trabalharam incessantemente no Congresso, nas forças armadas, nos sindicatos de trabalhadores, no movimento estudantil, na Igreja e no movimento camponês.

Foi a partir do armazenamento destes dados que, após , montou-se o arquivo do Serviço Nacional de Informações SNI , que Golberi criou e dirigiu.

O apoio externo, segundo dados compilados dos arquivos do IPÊS, veio de quase trezentas empresas norte-americanas e de mais de uma centena de empresas de origens diversas. Na ótica do presidente John Kennedy, deveriam ser incentivadas as políticas de reformas como antídoto ao "veneno" das revoluções. O "fantasma" de Sierra Maestra foi, também, uma advertência ao Congresso norte-americano - dominado por republicanos - que ameaçava cortar parte substancial das verbas de assistência financeira no orçamento elaborado pelo governo democrata de Kennedy.

A pesquisadora norte-americana Phyllis R. Parker, que em decifrou documentos importantes sobre as atividades dos Estados Unidos durante o governo de Goulart, registrou que algumas das partes mais, delicadas da correspondência entre o governo dos EUA e sua embaixada no Brasil ainda se encontravam inacessíveis.

A economia brasileira, extremamente integrada e dependente da norte-americana, favoreceu um controle parcial das ações mais substanciais do governo. Só isto explica o fato de Goulart ter postergado, por mais de um ano, a assinatura da Lei de Remessa de Lucros, aprovada pelo Congresso brasileiro.

Das 55 principais empresas que operavam no Brasil, 31 eram multinacionais e 24 nacionais. Destas, mais da metade era associada a interesses estrangeiros. Para executar estas tarefas, Washington destacou um novo embaixador.

Um ano depois da chegada de Gordon, outro personagem importante se incorporaria à embaixada: o adido militar, coronel Vernon Walters. A presença de Walters, lingüista brilhante, intérprete do comando norte-americano junto aos oficiais brasileiros na Segunda Guerra Mundial, estimulou a hipótese levantada por setores da esquerda brasileira, da ingerência direta de Washington no golpe contra Goulart.

Posteriormente, Walters recordaria: "Ele nunca teve surpresas". Mesmo os empréstimos negociados e aprovados antes da posse de Goulart só foram liberados parcialmente. Assim ocorreu com uma ajuda de milhões de dólares, aprovada em maio de e da qual só 40 milhões de dólares chegaram ao Brasil.

A hostilidade da comunidade empresarial aumentou sensivelmente em setembro de , quando o Congresso brasileiro aprovou a Lei de Remessa de Lucros, que Goulart sancionaria somente em janeiro de Por duas vezes encontraram-se os presidentes Goulart e Kennedy, para discutir uma pauta carregada de desencontros políticos. A sintonia dos entendimentos conseguidos nas negociações perdia-se no conflito de interesses dos dois países. Kennedy alertou seu staff para a importância "crucial" das eleições no desdobramento do processo político brasileiro.

Para influenciar no resultado eleitoral abriu-se, através do IBAD, um conduto para milhões de dólares despejados na campanha dos candidatos conservadores. Segundo o ex-agente da CIA, Philip Agee, os fundos provenientes de fontes estrangeiras foram utilizados na campanha de oito candidatos aos governos dos 11 estados onde houve eleições, em apoio a 15 candidatos ao Senado, a candidatos à Câmara e a mais de quinhentos candidatos às Assembléias Legislativas. A bancada "da esquerda" aumentou sua presença e influência no Legislativo.

Boston e First National City Bank. A morte de Kennedy ajudaria a definir o rumo a tomar. Antes disto, porém, o Departamento de Estado insistiu num processo mais sofisticado. Como um "castelo de cartas", os governos eleitos democraticamente foram caindo e dando lugar a ditaduras militares direitistas.

Esta força-tarefa deslocada para a costa brasileira, capitaneada pelo porta aviões Forres tal, estava preparada, também, para executar quaisquer outras tarefas ,que lhe fossem designadas". Em um estudo encomendado pelo Departamento de Estado norte-americano, na década de , sobre os militares brasileiros, o historiador Alfred Stepan, da Universidade de Yale, elaborou um esboço dos princípios que pareciam nortear este comportamento de tutoria dos militares.

Fundamentalmente esta resposta pode ser encontrada na "doutrina política nacional de segurança e desenvolvimento" elaborada na Escola Superior de Guerra, em trabalho conjunto com as elites políticas e econômicas. Criada em por um grupo de militares que freqüentou os war colleges nos Estados Unidos, a ESG adaptou o modelo norte-americano a um novo figurino. Esta grande mudança se deu num espaço de tempo relativamente curto.

De outro, facilitavam o proselitismo dos conspiradores junto à indecisa massa de oficiais, oscilantes entre a fidelidade constitucional ao presidente e o respeito aos princípios do regulamento disciplinar colocado em xeque por estes episódios. Oficiais de todo o país telegrafaram ao Ministério da Guerra hipotecando solidariedade a Murici.

As manifestações de desagravo indicavam os nomes, comandos e postos de potenciais aliados contra o governo. A cadeia de acontecimentos que minou o apoio militar ao governo teria seqüência em setembro daquele mesmo ano com a Revolta dos Sargentos, ocorrida em Brasília. Em poucas horas o movimento estava dominado, mas seus reflexos foram danosos para Goulart. A resposta do almirantado foi francamente hostil ao governo.

Reunido no Clube Naval, um grupo de almirantes hasteou a bandeira nacional a meio pau. O Clube Militar se solidarizou. Jango, no entanto, solidarizou-se com as reivindicações e o movimento dos policiais. É bem verdade, no entanto, que o sentimento de legalidade dos militares, mesmo antes destes acontecimentos, estava solapado por dois importantes documentos que circulavam pelos quartéis. Um deles, o "Leex" Lealdade ao Exército era apócrifo.

Caso positivo, estariam dispostos a reagir? Em que circunstâncias, sob que condições? É preciso aí perseverar, sempre dentro dos limites da lei. Supremacia militar dos rebeldes. Mesmo assim, na hipótese de um confronto entre as tropas rebeldes e o dispositivo militar legalista, a balança penderia contra o governo. A maioria dos comandantes de tropa, no I Exército, era fiel a Goulart, A Vila Militar, por exemplo, unidade de maior poder de fogo do pais, estava controlada por oficiais legalistas.

Sobre a Guanabara, portanto, os rebeldes concentraram as atenções. A estratégia golpista era a de fazer o movimento eclodir em outro estado e marchar contra a ex-capital do país, onde, supunha-se, haveria forte resistência das tropas fiéis a Goulart.

Para Minas, às vésperas do movimento, deslocou-se o marechal Odílio Denis, um oficial também "tradicionalista", cujo papel no aliciamento de oficiais indecisos foi um trunfo importante para os golpistas.

Belo Horizonte seria a capital do país rebelado contra o poder central. Paralelamente, o governador ampliou o efetivo da Polícia Militar, que chegou a ter dez mil homens bem armados e eficientemente adestrados por Dan Mitrione, um expert da CIA, posteriormente executado no Uruguai pelo movimento guerrilheiro dos Tupamaros.

Na noite deste mesmo dia, saiu da capital e voou para Porto Alegre, deixando para o chefe do Gabinete Civil, Darci Ribeiro, a tarefa de comunicar oficialmente ao Congresso que permanecia em território brasileiro. Estas duas decisões caíram como uma "ducha fria" sobre o ímpeto de resistência do governo. Quem quiser que me siga", respondeu o general.

Regimento de Infantaria e o apoio de três batalhões da Polícia Militar. Ainda naquela noite foi criada a expectativa de um primeiro combate. Antes do combate, no entanto, surgiram as conversões. Regimento de Infantaria, sob o comando do coronel Raimundo Ferreira. Em seguida o general Amauri Kruel comandante do II Exército, divulgou nota oficial aderindo ao golpe.

Mas surgiram problemas no II Exército. O general Euriale de Jesus Zerbini, comandante em Capuava, ameaçava barrar a marcha das tropas de Kruel. As grandes unidades submeteram-se ao comando de Kruel. Surgiram algumas escaramuças militares sem maior importância.

No dia 3, guarnecido por forte escolta militar, o governador Meneghetti reassumiu suas funções em Porto Alegre. Jango refugiou-se no interior e, em seguida, partiu para o exílio no Uruguai.

Os grupos de vanguarda das tropas legalistas do general Cunha Melo, entretanto, aderiram aos revoltosos.

Disposto mesmo assim a enfrentar os inimigos, o general Cunha Melo preparou seus soldados. No dia 01 de abril deste ano estava destituído do poder o Sr. A Igreja visa alcanar o poder pelo controle da alma humana, o marxista atravs da autocracia e da onipotncia dos meios materiais, o banqueiro por meio do seu ouro ou pelo controle da Imprensa, os bolchevistas pela pura e simples brutalidade da metralhadora. Mas todos os partidos, grupos, seitas, democracias, ditaduras e Igrejas tm uma coisa em comum: todos eles querem o poder.

E isso perfeitamente compreensvel, j que muitas vezes o poder parece ser absoluto, at mesmo mais do que todo o ouro. Pois se aquele ouro fosse distribudo em partes iguais entre os povos da Terra, a quota de cada pessoa seria to pequena, que dificilmente valeria alguma coisa. Mas o poder sobre imprios, Estados, sociedades e continentes infinito. Pode ser distribudo como os cinco pes e os dois peixes distribudos por Cristo. Ele proporciona cargos ministeriais, posies e benefcios episcopais, altos postos na fora policial, secretariados de partidos e tambm cargos mais importantes ou menos im4 portantes.

Mas somente para aqueles que so secretrios do poder ou que pertenam organizao dos chefes que detm o poder. Acham-se includos aqueles que pertencem ao rebanho que segue o lder do partido, dos sindicatos, o chefo, o ditador ou os banqueiros; aqueles que so membros de alguma associao democrtica. Ou os de sociedades religiosas, ou, naturalmente, os que pertencem a quaisquer lojas manicas. Portanto, perfeitamente compreensvel que nos tempos atuais praticamente todo lema e toda escola de pensamento sejam dirigidos para um nico objetivo: alcanar o poder.

Aqui deparamos, lado a lado, com a misria e a explorao de seres humanos e com o poder e a riqueza das priveligiadas classes governantes comunistas. Por detrs dessas fachadas falsas oculta-se a essncia do sonho mais satnico dos conquistadores do mundo: eles querem tornar-se senhores do mundo inteiro! Mas como pode ser alcanado esse objetivo difcil de ser atingido, que tem sido o sonho e o alvo de Csares, de ditadores, de banqueiros e de lderes sindicais dos mais poderosos, desde os tempos de Esdras e de Moiss, passando por Alexandre, o Grande, e por Stlin?

Os exrcitos convencionais tornaram-se obsoletos para alcanar esse objetivo. A bomba de hidrognio oferecia o risco de aniquilar as duas partes. Ambos os lados podem ser atacados por foguetes. E como hoje em dia a conquista pela violncia impraticvel, ento o plano conquistar o mundo por meios "pacficos", tais como o talo de cheques, a Unesco, pela reeducao, por um novo cdigo moral e pela propaganda da paz.

Foi a partir dessa idia que Lenin engendrou e ampliou o seu diablico sistema estratgico para ocupar e ampliar o poder; e esse sistema sob nome de bolchevismo, tem provado, at agora, que irresistvel, por toda parte onde as pessoas no conheciam as mincias dessa tcnica de tomada de explorao do poder. Entretanto, o mundo supostamente culto no compreendeu que o bolchevismo de Lenin era apenas um componente, tais como o eram, tambm, o marxismo, a maonaria e o prprio capitalismo.

E isto, porque existia uma trama mais completa, universal, gigantesca, que estivera sendo desenvolvida durante mais de um sculo e meio, e que nesta altura est quase acabando de alcanar o seu objetivo. Com base em velhas doutrinas, esse plano no visava conquistar o poder global apenas para um dos "ismos", nem para partidos, nem para seitas, igrejas, organizaes profissionais ou classes sociais, mas exclusivamente para uma nica nao.

At certo ponto, os planos do sistema de Lenin eram rudimentares e superficiais. O ponto mais fraco deles era parecido com um general que deixa o inimigo saber, com antecedncia, o ponto onde ele vai atacar, a fora das suas tropas e a ttica que ele pretende usar. Ao passo que o outro, o grande plano fundamental, provou ser muito mais efetivo, porque, a exemplo das operaes militares historicamente bem5 sucedidas, ele tem guardado muito cuidadosamente os seus segredos, tanto de pessoas de fora como at, realmente, dos prprios iniciados.

A sua maior qualidade positiva estava em que ele parecia muito mais geral do que, por exemplo, os planos dos lderes sindicais, limitados luta de classe, ou as tticas dos lderes eclesisticos, restritas apenas ao plano espiritual. Era o Totalitarismo perfeito e absoluto. Esse plano, ainda hoje, no tenta apossar-se do poder global por meio de nenhum movimento particular ou sistema poltico, mas sim atravs da utilizao simultnea de todos os credos, igrejas, materialismo, doutrinas e formas de poder.

Ele deseja ser estabelecido em todos os cargos, movimentos, igrejas, lojas manicas e sindicatos. Ele quer ter nas mos tanto o bolchevismo como o capitalismo, o materialismo e o idealismo, dominar ou assalariar espiritualmente todos os escritores, artistas, polticos e a turba.

Seu objetivo no ser visto em nenhum lugar, mas estar presente em toda parte, e dirigir e controlar tudo. Dividir para governar! Marchar separados, mas em dado momento, atacar unidos. Qualquer pessoa que esteja de olho no mundo e nos negcios deste, poder compreender perfeitamente esse plano, que j tomou forma.

A diviso atmica da sociedade humana j alcanou sucesso total. A humanidade est dividida no apenas pelas raas naturais, criadas por Deus, e pelas naes.

E BAIXAR TRAIOEIRAS VIER AINDA NOITES MUSICA SEPP

Hoje em dia, at as naes esto divididas. A China e a Indochina esto divididas ou separadas, enquanto que a Europa est dividida pela Cortina de Ferro. As populaes so separadas e divididas em pessoas brancas e de cor, capitalistas e bolchevistas, empregadores e empregados, gente rica e classes operrias, catlicos e protestantes, supressores e suprimidos, vencedores e vencidos.

Mas, como veremos mais adiante, toda essa diviso, toda essa desordem, todo esse caos, dirigida pela mesma vontade frrea, pela mesma fora secreta que age segundo o interesse dos lderes de uma nica raa de 15 milhes de pessoas. Elas podem ser encontradas tanto por trs das portas bem estofadas e luxuosas do mundo capitalista como tambm atrs das espessas paredes do Kremlin.

So elas que instigam multides furiosas a fazerem greves e passeatas, enquanto. Essas pessoas atacam a Cristandade, enquanto atuam, simultaneamente, como fiducirias do ouro e de outros valores que representam o poder temporal das igrejas, "cujo reino no deste mundo".

Eles so os cientistas atmicos e os humanistas "verdes"; eles so, a um tempo, os senhores e os assassinos da polcia secreta comunista, enquanto que, ao mesmo tempo, elas condenam os homicdios das naes, na ONU. Elas so as arqui-inimigas dos ideais patriticos; pregam contra a soberania dos Estados e contra a discriminao racial, enquanto que durante todo esse tempo elas representam um nacionalismo racial de uma veemncia at hoje sem paralelo na histria de todos os pases do globo terrestre.

Nosso mundo, com todos os seus Continentes quer abertamente, quer secretamente j dominado pelo nacionalismo judeu.

Se usarmos certos mtodos, esse fato pode ser provado como a presena da radiao atmica pode ser demonstrada com a ajuda de um contador Geiger. Por exemplo, se algum pas, Estado, imprensa ou poltico, parlamento ou qualquer outra pessoa, praticar algum ato no proibido por lei ou pelo cdigo moral contra outro Estado, classe ou pessoa, ento nesta sublime era da democracia tudo livre e permitido, sem nenhum risco.

Mas se algum praticasse o mesmo ato contra o judasmo ou mesmo contra um nico judeu, os judeus varre6 riam a parte ofensora d face da terra, quer aquela seja um indivduo ou uma grande nao. Isso seria feito, se necessrio, pelo vitorioso Exrcito Vermelho ou com a ajuda de qualquer das constituies "democrticas", talvez pelo uso de prises de terror, do talo de cheques ou da metralhadora.

Entre muitas outras coisas, essa invisvel tomada de poder deveu o seu sucesso a mal-entendidos e a omisses por parte dos anti-semitas durante o sculo passado.

Eles consideravam o judeu como um internacionalista, o que no o motivo real para se opor a ele. Por outro lado, no se poderia justificar que um povo destrua o seu semelhante por motivos de raa, credo, ou nascimento, pois ao que parece s os conquistadores do mundo detm e proclamam esses motivos.

Portanto, estamos convencidos de que um direito que nos foi dado por Deus, e um dever humano, lutar contra o reinado do terror exercido a nvel supernacional por uma pequena minoria fantica que subjugou o mundo e que empurrou a humanidade mais para diante, na estrada rumo extino total.

Pelo claro da bomba atmica ns deveramos ver, finalmente, que estamos vivendo numa ordem mundial falsa, desonesta, enganosa, numa sociedade desorganizada que est s vsperas de uma catstrofe universal. Esse diablico nacionalismo tribal tem o poder mundial na mo.

Ele tem a bomba de hidrognio, e na sua cegueira louca poderia destruir o globo terrestre inteiro, e com ele, a humanidade. Mas no ser tudo isso apenas um pesadelo? Para responder a essa pergunta, precisamos conhecer mais a respeito desse nacionalismo tribal e das suas tticas. E ento, verificaremos que esse pesadelo se transformar em fatos e na realidade. Captulo 1 - O "Nazismo" mais antigo do mundo " Sem um minucioso estudo do Velho Testamento, isto , do Torah, jamais poderemos encontrar a soluo para aquelas aspiraes judaicas que visam assenhorear-se do poder mundial, nem tampouco compreender os acontecimentos dos tempos atuais.

Aqueles que no esto familiarizados com os cinco primeiros livros do Velho Testamento, isto , o Pentateuco, poderiam prontamente conceber dvidas de que tais intenes judaicas realmente existam, e geralmente se inclinaro a rejeitar quaisquer referncias a esse respeito como farsas anti-semticas.

Tais pessoas so incapazes de conscientizar-se de que o povo judeu est prestes a transpor o limiar do domnio mundial total. Desde o trmino da Segunda Guerra Mundial e a derrota do Socialismo Nacional Alemo, eles rotulam de nazista todo aquele que se referir a esses fatos espantosos; pie ser acusado de estar preparando uma nova ditadura e, talvez, de planejar outro massacre.

Transformando a palavra "judeu" num tabu, eles esto suprimindo a liberdade de expressar opinies e pensamentos, e ao mesmo tempo certificando-se de que as pessoas em todo o mundo no sejam capazes de ver claramente no momento do perigo. A acusao de nazismo cmoda, barata e popular!

O assim chamado homem da rua sabe tanto sobre Socialismo Nacional quanto os poderosos rgos judaicos de imprensa acham que ele deve saber; e, portanto, na sua ignorncia, ele considera o povo judeu uma "raa perseguida", e para ele o simples ato de pronunciar a palavra "judeu" j representa um "anti-semitismo". Portanto, estando com a mente envenenada pela propaganda, o homem comum sente-se avesso a compreender que tudo que ele agora amaldioa e condena no Socialismo Nacional Alemo, os princpios plos quais os lderes desse partido foram enforcados em Nuremberg em nome da "conscincia mundial", j vm existindo nos ltimos trs ou quatro mil anos.

Durante a ditadura do "Fhrer" Moiss tudo era 8 exatamente igual ao regime totalitrio de Jeov. As leis judaicas de proteo racial daqueles tempos e o nacionalismo judaico tem sobrevivido ao prprio lder do Socialismo Nacional Alemo. Pois a concepo da superioridade racial, juntamente com os seus cultos religiosos e polticos, no foram invenes de Hitler. Quando Hitler, Goebbels e Rosenberg fizeram uso do conceito racial, eles no estavam fazendo nada mais do que usar as armas do povo judeu contra os prprios judeus.

Tudo aquilo que o judasmo mundial condenou, sob o disfarce da bandeira das Potncias Aliadas, foi na verdade engendrado e maquinado por ele prprio.

Na realidade, o povo judeu enforcou a si mesmo em Nuremberg. E isto. Os primeiros campos de concentrao foram inventados no por Heinrich Himmler, mas sim pelo rei Salomo. O lema do ' 'extermnio'' total e da ' 'aniquilao'' total do inimigo derrotado apareceu pela primeira vez nas ordens de Moiss, o ditador judeu. Hitler apenas proclamou que os alemes so uma raa superior aos judeus. Neste particular, Moiss foi a extremos muito maiores, ao anunciar que o povo judeu de origem divina e que o povo escolhido por Deus e, portanto, sagrado.

Cada judeu, de per si pessoalmente sagrado, e aquele que ofende um judeu, ofende o prprio Deus! Ainda nos tempos atuais, isto continua sendo tacitamente mantido no seio do povo judeu. E o que isto, seno a forma chauvinista mais exagerada de totalitarismo racial? Est bem claro que essa antiga e altiva conscincia de excelncia e de santidade racial continua muito viva mesmo nos tempos de hoje, quando ns vemos o povo judeu protestando contra o julgamento de um judeu acusado diante de qualquer corte crist, pois quando eles consideram e tratam uma afronta contra um judeu ela tratada como uma afronta contra todo o povo judeu.

Segundo as normas dos velhos padres do nacionalismo judaico, qualquer insulto contra um judeu um insulto direto contra Deus e um crime contra a semente sagrada de Abrao. O primeiro e mais importante mandamento de Moiss, o grande administrador de Estado, destinado a salvaguardar a pureza racial.

O motivo sempre repetido do Velho Testamento esta ordem de Moiss, que, antes de conquistar a terra prometida, aponta para os povos vizinhos e depois diz aos filhos de Israel: "No celebrars concerto algum com elas, nem as tratars com compaixo, nem contrairs com elas matrimnios; no dars tua filha a seu filho, nem tomars sua filha para teu filho.

Quatro mil anos mais tarde, o Socialismo Nacional Alemo teve o mesmo objetivo em vista quando o casamento, a amizade e as atividades comerciais com os judeus foram proibidos pelas leis de Nuremberg. Os juizes apresentados plos judeus nos espalhafatosos julgamentos de Nuremberg tudo fizeram para enfatizar ao mximo, em nome da "conscincia mundial", que as leis raciais alems eram brbaras.

Mas, ao mesmo tempo, esses juizes no percebiam que pela sua sentena eram os prprios judeus que eles estavam condenando. Pois quando os judeus voltaram do cativeiro em Babilnia " E o dirio do profeta "nazista" continua: "E naquele mesmo tempo vi eu judeus que se casavam com mulheres de Azot, 9 de Amon e de Moab.

E seus filhos falavam meia lngua aztica e no sabiam falar D, e falavam conforme a linguagem destes dois povos. E eu os repreendi e amaldioei. E castiguei alguns deles, e lhes fiz rapar os cabelos, e os fiz jurar por Deus que no dariam suas filhas aos filhos dos estrangeiros, e no tomariam filhas estrangeiras para seus filhos, nem para si mesmos No entanto, Neemias, o profeta das leis de proteo racial daqueles tempos antigos somente amaldioa e espanca aqueles que corrompem a pureza racial, ao passo que Esdras age com muito mais vigor e energia.

Ele nos conta, no seu livro, que os judeus tomaram esposas entre as filhas dos caananitas, hititas, jebusitas, amonitas, moabitas, egpcios e amoritas, um ato considerado abominvel, e que, portanto, a semente sagrada estava misturada com os povos daquelas terras.

Esdras, IX, Esdras ordena aos degradadores da pureza racial judaica que venham a Jerusalm e os desmascara e os denuncia no seu livro, e citando a lei divina, exige que eles mandem embora as suas esposas no judias, embora houvesse entre elas algumas esposas que j tinham tido filhos, segundo narra o Velho Testamento.

Mas isso no importa! No Estado teocrtico, a divina ditadura racial no tolerar mes de origem estrangeira nem filhos mestios. Os profetas no podiam prever que dois mil anos mais tarde, no New York Times do Senhor Sulzberger, essa mesma tit de tolerncia" seria espezinhada e condenada como um pecado mortal contra Deus, quando as leis de Esdras e de Neemias so aplicadas contra os prprios judeus.

As igrejas "crists" que ensinam e pregam o Velho Testamento qualificam as leis hitlerianas de Nuremberg como "pavorosas", e no entanto demonstram uma total e piedosa compreenso para com o que foi disposto pelo novo parlamento de Israel, indo, em , ele proibiu o casamento entre judeus e no judeus.

Talvez tal discriminao racial possa parecer uma simples superstio sombria, Uma heresia. Contudo, as leis judaicas consideram a pureza racial como mandamento da mxima importncia. XXIII, 3. Descendentes mais recentes dos judeus levaram esse mandamento de Moiss to srio, que, segundo Houston Stewart Chamberlain, moas judias que evidentemente tinham engravidado em contato com gentios, foram mandadas embora para outras comunidades, onde as mes aflitas foram mortas, juntamente com as crianas que iam nascer.

Ainda recentemente, em , rabinos judeus americanos emitiram decretos proibindo o casamento de judeus com gentios. A magia da santidade da ''semente sagrada'' e a conscincia de que eles so uma faa superior arde no Velho Testamento com o brilho feroz do nacionalismo mais fantico de todos os tempos.

Os judeus mataram e aniquilaram povos no judeus da antiguidade em obedincia as leis religiosas e nacionais da ditadura divina. E quando ns pensamos nos julgamentos de Nuremberg dos modernos "criminosos de guerra", isso nos faz compreender que os reis e profetas judeus dos velhos tempos mere- ciam muito mais a condenao plos mesmos crimes.

Mas as assim chamadas igrejas crists no condenam nada, e no entanto continuam a ensinar s crianas no judias aquele livro altamente pornogrfico e sanguissedento que se chama Velho "Testamento.

Por outro lado, os livros santos judeus se gabam claramente da vingana, fazendo ns relatos mais macabros da matana e do extermnio de pases inteiros. Eles proclamam o massacre de inocentes, inclusive at de bebs de colo, se eles no so judeus,.

No celebrars concerto algum com elas, nem as tratars com compaixo. VII, 2. A raa judaica "superior" tem toda liberdade para cometer crimes. Segundo o Velho Testamento e os profetas, a matana e a destruio de outras raas e de outros povos no apenas um dever religioso, mas sim um direito absoluto da nao judaica, e esse direito inclui a prerrogativa de governar os outros povos.

O profeta Isaas j pinta esse futuro poder mundial em cores resplendentes e brilhantes, como segue; "Isto diz o Senhor Deus: Eis aqui estou eu que levantarei para as gentes a minha mo, e arvorarei para os povos o meu estandarte. E traro a teus filhos nos braos e as tuas filhas levaro sobre os ombros. E sero os reis que te alimentem, e as rainhas as tuas amas: com o rosto inclinado at a terra te adoraro, e com a boca tocaro no p dos teus ps E abrir-se-o de contnuo as tuas portas: elas se no fecharo nem de dia nem de noite, a fim de que te seja trazida a fortaleza das naes, e te sejam conduzidos os seus reis.

Porque a gente e o reino que te no servir, perecer; na verdade, aquelas naes sero totalmente devastadas No apenas na base do preconceito racial, mas tambm na da alegao do mandamento divino direto, os judeus sentem-se com o direito de subjugar estrangeiros e de tratar como escravos todos aqueles que carem em seu poder.

Depois das "Leis de Nuremberg" de proteo racial de Moiss, depois da segregao racial e da mania de poderio mundial de Esdras e de Neemias, vemos agora o primeiro campo de concentrao e um lugar onde imperava o trabalho escravo e onde os estrangeiros trabalhavam para a raa superior.

Eles so relatados como fato consumado, sem ao menos serem condenados por um tribunal humanitrio. As maquinaes das cmaras de terror soviticas e dos campos de trabalho forado do Imprio Kaganovich foram concebidas na terra de Israel. O profeta Samuel nos conta como essa raa "humanitria", na euforia e no xtase da vitria, trata os inimigos derrotados: "E trazendo os seus moradores os mandou serrar, e que passassem por cima deles carroas ferradas; e que os fizessem em pedaos com cutelos, e os botassem em fornos de cozer tijolo.

E assim fez ele em todas as cidades dos amonitas. E voltou Davi e todo o exrcito para Jerusalm. O primeiro campo de concentrao e tambm a primeira cmara de gs um forno de cozer tijolos estavam na terra de Israel. E o primeiro bairro judeu foi estabelecido em Jerusalm, e no na Europa.

Mas esse nacionalismo tribal judeu que criou as leis de proteo racial, os guetos, 11 os campos de concentrao e as cmaras de gs dos tempos antigos, jamais se extinguiu. Continuou matando e chacinando povos e raas. Sempre que era derrotado, ele se levantava novamente! Entrou o cntico melanclico do seu irredentismo junto s guas de Babilnia, durante o cativeiro, e depois da libertao comeou a construir a Nova Jerusalm com a veemncia do nacionalismo ressuscitado e fortalecido.

Esse nacionalismo sofrera, mas estava aguardando o novo Messias, o libertador nacionalista judeu e lder poltico, o novo Fhrer, que colocaria nas mos dos judeus o domnio de todas as naes do mundo. O povo judeu jamais abandonou esse grandioso sonho nacional! Durante o Congresso Sionista de em Basilia, o Dr. Mandelstein, Professor da Universidade de Kiev, no seu discurso de abertura da conferncia, em 29 de agosto, declarou enfaticamente que "os judeus usaro toda a sua influncia e todo o seu poder para impedir a ascenso e a prosperidade de todas as outras naes e esto resolvidos a manterem as suas esperanas histricas, isto , a de conquistarem o poder mundial".

L Temps, 2 de setembro de Por esse nacionalismo fantico foi estabelecido em Jerusalm o primeiro bairro judeu, e teve incio a separao total dos judeus dos no judeus. Joel, Captulo III, Fo i prometido que Jeov, o ditador celestial, habitaria para sempre em Jerusalm e que todos os povos no judeus seriam excludos da presena de Deus. E ensinado plos rabinos judeus que todos os povos no judeus devem ser excludos de partilharem do novo mundo ou de tomarem parte dele; eles s podem ser tolerados como um rebanho desprezado.

Traktat, Gittin, Foi. O nacionalismo tribal judeu enfrentou os tempos mais perigosos da sua histria logo depois do nascimento de Cristo. Esse foi, ou podia ter sido, um momento fatal na histria do povo judeu. Foi tambm uma amarga decepo. Os judeus ficaram chocados ao descobrirem que Ele no era o Messias que eles estavam esperando. Ele no era nenhum libertador nacionalista, para livr-los dos soldados romanos.

Ele era antinacionalista, ou, como Ele seria chamado hoje, um rebelde internacional. Um homem que, no templo, se atreveu a dar pontaps nas mercadorias dos vendilhes, a virar as mesas dos trocadores de dinheiro e a expulsar os representantes e agentes das autoridades financeiras locais. Esse novo Profeta no acreditava na superioridade racial do povo judeu, mas sim na fraternidade de toda a humanidade.

Segundo os padres do povo judeu, a Sua origem racial altamente duvidosa e sujeita a desconfiana, uma vez que Ele viera da Galilia, e em Jerusalm todos podiam reconhecer os Seus discpulos pelo dialeto galileu dos mesmos.

Nas ruas de Jerusalm, esse Mestre e Seus discpulos pregavam contra as doutrinas difundidas pelas mais poderosas autoridades do sistema chauvinista de vida judaico e do nacionalismo judeu, isto , eles pregavam contra o Sindrio Conselho e contra os fariseus, os escribas e os. Esse Mestre e Seus discpulos no acreditavam numa aliana tribal separada entre Deus e os judeus.

Em contradio com os dogmas ensinados plos rabinos superiores, Pedro, o pescador da Galilia, diz a Cornlio, o capito e centurio do Imprio romano, que "todas as naes" que forem tementes a Deus e que agirem de acordo com Suas leis sero agradveis a Deus. Esses discpulos ensinam, em nome do Senhor Jesus, que romanos, judeus e gregos so todos seres humanos e que no existe nenhuma libertao exclusiva reservada apenas para um povo, que no existe nenhum Messias especial apenas para os judeus, que no existe nenhuma superioridade racial para os adeptos de Jeov, j que todos 12 so seres humanos, filhos de Deus nico.

Ele lhes disse que Ele era o libertador no apenas dos judeus, mas de toda a humanidade, e que Ele no estava disposto a aceitar a supremacia nem o domnio de nenhuma raa superior. Portanto, Ele tinha de ser crucificado. Houston Stewart Chamberlain, no seu livro intitulado Die Grundlagen ds neun-zehnten Jahrhunderts Os Alicerces do Sculo Dezenove deduz claramente as consequncias fatais decorrentes da entrada dos judeus na histria universal e o autor mais antigo a descobrir que Cristo, no tocante descendncia racial, no era judeu.

Chamberlain foi o primeiro autor a chegar concluso de que o prprio nome Galilia , na verdade, "Gelil haggoym", significando "Terra Pag" ou "Terra Gentia", onde viviam os colonos no judeus. Era fcil distingui-los pelo dialeto deles. A questo "Era Cristo Judeu? Shalmaneser mandou acorrentar todos os habitantes da Galilia e levou-os todos para longe da Galilia, e que no ficou um nico judeu l.

As tribos de pastores citas que depois se estabeleceram nos lugares onde antes habitavam os judeus expulsos adotaram o credo judeu e os ensinamentos desse credo, mas, conforme os prprios judeus definiram, eles estavam apenas "sob as leis judaicas". Os judeus jamais os aceitaram como legtimos descendentes da Semente Sagrada de Abrao. Examina as Escrituras e vers que da Galilia no se levanta nenhum profeta" Joo, VII, 52 , disseram os judeus aos apstolos.

Os profetas s podem ser oriundos de comunidades raciais judaicas. As antigas leis judaicas protegiam ao mximo os indivduos judeus, e a sentena de morte s podia ser pronunciada contra uma "mestih", isto , uma pessoa que tentasse abrir uma brecha na unidade racial deles. Ferenc Zajthy descreveu como, segundo as velhas leis judaicas e os velhos costumes, o caminho da fuga estava sempre mantido aberto at para uma pessoa que j tivesse sido condenada morte.

Havia observadores postados de cem em cem passos, no caminho que levava ao local de execuo. O dever dos observadores era o de avisar se alguma nova testemunha levantasse o brao, sinal de que estava disposta a avanar e a depor para salvar a vida do condenado. No caso de aparecerem novas testemunhas, as leis ordenavam que fossem feitos novos julgamentos ou que fosse concedido o perdo para o ru.

Entre aqueles que o receberam na Quinta-Feira Santa com tantas festas jubilosas, nenhum levantou a mo em Seu favor. Tambm se omitiram todos aqueles que ouviram os Seus ensinamentos ou viram os Seus milagres. Nenhuma testemunha se ofereceu como voluntria para salv-lo. E aqui 13 temos ns a prova decisiva de que Ele no era judeu, uma vez que ningum teve permisso para se adiantar e salv-lo pelo testemunho. Porque, segundo as leis do Estado judeu, s se permitia um segundo julgamento para os descendentes da semente de Abrao.

Eram excludos desse direito os Goyim, os gentios, os estrangeiros, os descendentes das pessoas de sangue no judeu, o mesmo acontecendo com os que caam sob a jurisdio das leis judaicas, sem no entanto serem racialmente judeus. Dessa forma, estavam excludos os odiados galileus, os cuchianos e os huvilianos, que, segundo as leis judaicas, deviam ser afogados por qualquer viajante que casualmente passasse por um lugar e os visse debatendo-se na gua, prestes a se afogarem. Ns os cristos, aceitamos a teoria da Imaculada Conceio, isto , o dogma de que Cristo foi, realmente, filho de Deus, e que portanto no tinha racialidade.

Mas nesse caso, ainda mais certo que a divina origem de Cristo, Sua personalidade ntegra e Seus ensinamentos convictos e fervorosos representavam uma revoluo de poder contra o chauvinismo tribal dos judeus.

A Idade Mdia Crist rotulada de Era Negra pela propaganda dos intelectuais judeus estava perfeitamente ciente da importncia da resistncia de Cristo contra o nacionalismo tribal judaico. Mais adiante, teremos oportunidade de mostrar como essa perspiccia crist se tornou mais confusa depois da Revoluo Francesa e da emancipao dos judeus.

Daquela poca at os tempos atuais, a empanao e o obscurecimento de todos os ideais cristos no tem parado de avanar, e nesta altura a escurido to impenetrvel que muitos movimentos e linhas de pensamento confundem o Cristianismo e o Judasmo. E at pior do que isso, alguns sacerdotes cristos, nas suas cerimnias litrgicas esto adotando aquele dio fantico que um trao caracterstico dos rabinos judeus por exemplo, a prece dos pastores protestantes americanos, lida antes de serem jogadas as bombas atmicas sobre Hiroshima e Nagasaki.

O nacionalismo condenado em Nuremberg viveu apenas vinte anos, mas a Mein Kampf Minha Luta de Moiss, com o seu dogma e com o seu nacionalismo, foi preservada e. A intensidade desse velho nacionalismo jamais diminuiu, nem mesmo nos tempos do "Ga-luch", isto , na poca em que os judeus estiveram sem ptria e sem lar.

Aps o cativeiro de Babilnia, os judeus e membros da Disseminao do Imprio Romano fixaram-se nos arredores de Alexandria. Eles eram todos cidados romanos livres e gente de mente liberal, e continuavam mandando considerveis somas anuais de dinheiro para o templo de Jerusalm. Depois da Disseminao Dispora a chama desse nacionalismo tornou-se mais intensa e mais veemente. H setecentos anos passados, Moseban Majemon, um dos mais brilhantes autores da escritura judaica, nos d ainda outra descrio, em Mischneh Torah, em cores resplandescentes, das possibilidades da chegada do Messias e da obteno, por parte do seu povo, do poder mundial.

Os cristos estavam familiarizados com muitas coisas, embora antigamente o Messias s fosse conhecido por Israel". Maimnides tambm admite que o Cristianismo fez o mundo familiarizar-se com o Velho Testamento, isto , com o Torah, mas acrescenta que a sua interpretao foi errnea e que os erros se tornaro evidentes com a chegada do Messias poltico do povo judeu. Messias esse que, como lder do poder armado judaico, subjugar as na14 coes no judaicas do mundo e exterminar, juntamente com suas mulheres e com seus filhos, todos aqueles que se recusarem a aceitar as leis de No.

Judasmo e Cristianismo, por Canon Lipot Huber, pg. Durante o Galuth, o nacionalismo judaico ficou transformado num irredentismo religioso, com o Torah e Talmude atuando como a sua Mein Kampf.

A Mein Kampf de Moiss preservada em toda parte e guardada no armrio do templo at mesmo das menores aldeias.

Esse credo nacional foi copiado inmeras vezes por escribas em papiros, com os olhos cansados e inchados por esse trabalho, e atravs desses escritos a lngua da terra perdida foi aprendida pelas crianas e praticada plos adultos.

O templo foi destrudo, mas o estilo nacional de vida jamais deixou de existir. Esse nacionalismo religioso que juntamente com o Torah, nos velhos tempos, difundiu-se pela Terra, espalhou-se por toda parte onde os judeus estavam vivendo neste planeta.

E esses ensinamentos nacionalistas prescreviam no apenas as regras da vida, a forma das oraes, a qualidade das roupas, os mtodos de higiene geral e o regulamento diettico, mas tambm plasmava e desenvolvia a ideologia nacionalista. O povo judeu, dispersado, refugiou-se do mundo nos seus prprios guetos judeus, fortalecendo o seu esprito pelo estudo do Torah e do Talmude. Um dos maiores erros dos "anti-semitas" foi considerarem o judeu como um in-ternacionalista. O judeu jamais foi um internacionalista; ele foi, isto sim, o representante consciente de um nacionalismo tribal que visava dominar todos os outros pases deste mundo.

Ele vivia em pases diversos, ocupava posies de diferentes nveis sociais, mas no fundo continuava sendo judeu. Durante as conversaes preparatrias do Sindrio, isto , o supremo tribunal dos antigos judeus, convocado por Napoleo, em , o rabino Solomon Lippman-Cerfberr disse: "Ns nos esquecemos de quem ns somos descendentes. No somos nem judeus "alemes" nem judeus "portugueses".

Por mais dispersados que possamos estar por todo o mundo, ainda assim continuamos sendo a mesma nao". O doutor Leopold Kahn resumiu esses sentimentos quando falou sobre o Sionis-mo, num colgio judeu, em Pozsony Bratislava em O judeu continuar sendo judeu em quaisquer circunstncias. Esse venervel rabino tinha razo. Os judeus viviam em pases diferentes, ocupando diferentes nveis sociais, mas continuavam sendo judeus, onde quer que estivessem. Mesmo quando um j udeu tirava o seu kaftan e saboreava comidas proibidas, trajando uma casaca ou envergando um traje de jantar, ele continuava sendo um representante do mesmo credo, da mesma relao sangunea e do mesmo nacionalismo.

Talvez ele no estivesse observando literlamente as palavras dos seus ritos religiosos, mas a sua conscincia e sua percepo de obrigaes raciais continuavam intactas, quer ele estivesse no trono papal, no Politburo Sovitico ou no Departamento de Estado, em Washington.

O escritor judeu David Mocata escreve no seu livro. Os Judeus na Espanha e em Portugal, que durante geraes os judeus viveram na Espanha disfarados, misturando-se com todas as classes sociais, mas ocupando todas as posies-chave do Estado, principalmente as da igreja. Os judeus podem sempre alegar que a assimilao uma coisa que realmente existe. Eles apontam o exemplo de judeus que adotaram a lngua e os costumes dos seus pases adotivos, que se casaram com mulheres crists e se tornaram estadistas de pases cristos.

Mas eles no podem negar o fato de que o judeu que aparentemente 15 se torna um verdadeiro ingls ou um legtimo alemo ou um patriota polons exemplai; ainda permanece, no fundo, onscientemente, um judeu e o atual estado do mundo, hoje, apresenta provas desse fato , e, portanto, a sua fidelidade s dura enquanto no se choca com a sua origem judaica. Outra arma extremamente eficiente do judeu a sua capacidade, como o camaleo, de assumir as cores do ambiente que o cerca.

Na Frana, ele se mistura ao fundo do meio local, como faz na Hungria, na Inglaterra ou em qualquer outro lugar do mundo. Mas, embora ele tente parecer um ingls na Inglaterra e um inque nos Estados Unidos, isso apenas um disfarce, calculado tanto para a defesa como para a conquista. Em Nova Iorque e no Brooklyn, onde fora da prpria Rssia vivem os maiores contingentes de judeus russos e de judeus poloneses, raramente se v um judeu usando um kaftan ou uma barba.

Os parentes no perdem tempo em escanhoar cuidadosamente o novo imigrante: eles sabem muito bem que barbas e suas provocam "anti-semitismo". Eles sentem que qualquer demonstrao aberta de nacionalismo judaico despertaria oposio entre os seus anfitries. Os Protocolos dos Sbios do Sio os previnem contra isso. Nos Estados Unidos, ele um banqueiro inque, e na Frana um patriota radical.

Naturalmente, ele tem tambm de ser um membro do partido na Unio Sovitica, e talvez um eleitor democrata em Nova Iorque. Mas, quaisquer que sejam as convices polticas que eles professem, seja qual for a nacionalidade que eles tiverem assumido, eles sempre continuam sendo judeus no ntimo, seguindo o apelo ardente do seu nacionalismo judaico.

Algumas vezes, e de forma muito cmoda, acontece que os objetivos judeus coincidem com as aspiraes do seu pas adotivo. Mas, na verdade, eles jamais aceitam autoridade de nenhum "estrangeiro", obedecendo lei mosaica: " Com a evoluo da civilizao, essa adaptao tornou-se ainda mais completa. Pode-se notar isso melhor nas profisses como o palco, por exemplo, no cinema e no jornalismo. A indstria cinematogrfica de Hollywood chegou em certa poca ser considerada como a indstria nacional dos Estados Unidos.

De vez em quando, aqueles que dirigiam chegavam at a fazer bons filmes americanos. Mas sob a capa do ''estrelas e listas para sempre", eles tentavam incutir uma mentalidade judaica e um esprito de falsos valores nas massas americanas, e, como veremos mais adiante, foi dessa camuflagem hollywodiana que surgiram os cem astros bolchevistas antiamericanos.

O judeu bolchevista, na tentativa de conquistar o poder mundial, jogou fora a sua mscara. Era coerente com a natureza de um nacionalismo de quatro mil anos que os judeus deveriam sofrer perseguies, zombarias e desprezo. No entanto, quanto mais eles sofriam, mais forte se tornava a sua crena de que tempo viria em que eles se tornariam senhores de todos os povos. E assim, os judeus toleravam at o anti-judasmo.

Muitas vezes, nem eles prprios podiam compreender por que eles eram perseguidos, ridicularizados e at assassinados. Porque os judeus sentiam que eles tambm eram filhos de Deus, como quaisquer outros seres humanos, muito embora os "anti-semitas" pudessem duvidar desse fato.

SEPP BAIXAR NOITES MUSICA E AINDA TRAIOEIRAS VIER

Por isso, muitas vezes eles eram humilhados, chamados de vigaristas e ridicularizados em caricaturas. Ao que parece, a maioria das pes16 soas continuava sem notar que as condenveis atividades dos judeus serviam a um nacionalismo mais elevado, aquele tipo caracterstico de nacionalismo do Velho Testamento, que implacvel para com todos os povos e que visa apenas a subjugar todas as naes do mundo.

A relao que havia entre o nacionalismo do Velho Testamento e o Nacionalismo Social Alemo pode ser comparada com a que existe entre a terra e o cu. O Socialismo Nacional Alemo estava sempre disposto a cooperar com outros povos. S era hostil para com uma raa: os judeus. Ao passo que o tipo de "nazismo" judeu hostiliza todas as raas e todas as classes sociais e governantes no-judaicas.

Vrias geraes vividas nos bairros judeus ensinaram a estes que as mesmas leis raciais que serviam para mant-los unidos como uma nao poderiam tambm possibilitar que se tornassem senhores do mundo inteiro. Acrescentava-se a isso, alm da natural evoluo da situao mundial, o fato de haver outra caracterstica racial: os elevados talentos e a alta inteligncia do povo judeu.

Os escritores judeus, pintores, homens de negcio e banqueiros sem levar em conta os mtodos empregados para alcanar os fins estavam colhendo as mais altas recompensas da civilizao ocidental. Para os judeus de menor importncia, deixados para trs nessa corrida, todos os sucessos eram xitos judaicos, todas as realizaes eram proezas judaicas.

No somente e imprensa mas at o judeu mais insignificante reverenciaram Disraeli, o grande estadista "ingls", juntamente com Heine, o grande poeta "alemo", e Marx, o revolucionrio internacional mais extravagante. O que isto, seno o apogeu consciente de um nacionalismo inigualvel de extremo "nazismo"? Um nacionalismo que tolera a apostasia bem-sucedida e que est disposto a perdoar at um criminoso, se sabe que esse criminoso , tambm, um descendente da semente de Abrao; um nacionalismo que estimula o apstata bemsucedido a voltar congregao que ele rejeitara.

E assim, quase sempre deparamos com judeus fazendo progressos no mundo inteiro, quer seja como poetas, banqueiros, conservadores ingleses ou revolucionrios portugueses, todos eles acreditando que esto predestinados a reinar sobre todos os povos da Terra. E at agora, eles tem obtido xito em tudo. Portanto, est claro que os dogmas vazados no Torah, os princpios do Talmude e as instituies secretas judaicas na Idade Mdia ainda continuam sendo instrumentos efetivos que servem na luta pela obteno do poder mundial.

A principal finalidade deste livro mostrar que o capitalismo e o bolchevismo, os dois grandes sistemas dominantes da nossa poca moderna, no so dois movimentos opostos, mas sim duas formas de expresso diferentes da mesma ambio judaica de conquistar o poder mundial.

Talvez um deles seja mais cauteloso do que o outro, mas no fundo ambos so iguais. Portanto, a tentativa de provocar um conflito entre o capitalismo e o bolchevismo no passa de uma farsa. A inimizade dirigida entre os cristos e os rabes procede desses dois sistemas polticos.

O "homem do povo'', como smbolo das massas sem instruo e mal informado, pode pensar que o mundo capitalista poder "dar um jeito" no bolchevismo, mas a crua verdade que o bolchevismo no passa de uma extenso do capitalismo. O bolchevismo uma cria do capitalismo, ou talvez, o resultado dos erros crassos do capitalismo. O bolchevismo o filho adotivo do sistema capitalista liberal judaico. Aqueles que tentam 17 encontrar alguma diferena ou alguma contradio entre os dois sistemas jamais devero esquecer-se de que o Socialismo Nacional Hitleriano, os grandes capitalistas alemes mantinham as melhores relaes de amizade com os trabalhadores socialistas alemes.

Portanto, por que o judeu Bernard Baruch no poderia ter estado no melhor relacionamento possvel com Lazar Kaganovich ou mesmo com o pequeno lder comunista do Brooklyn? Na virada do sculo passado, examinando os resultados alcanados, parecia que a unidade da semente sagrada e a sua luta pela obteno do poder mundial comearam a se transformar em realidade.

Isso foi visualizado na imaginao dos escritores judeus, poetas, banqueiros, revolucionrios socialistas e apstolos comunistas. Chegara uma nao conquistadora do mundo. Os prprios "anti-semitas" no notaram e no chegaram a constatar esse estado de coisas, e foi preciso que os acontecimentos de transpirassem para que se chegasse conscientizao de que havia uma indiscutvel uniformidade na unio racial da ''democracia capitalista'', de um lado, e na ''democracia do povo'' sovitica, do outro.

Parece desnecessrio frisar que a compreenso desse importante fato foi alcanada apenas por uma minoria. Os "antisemitas" viram e compreenderam a "solidariedade racial" judaica, os "mtodos co-merciais desonestos" e a "judaizao" dos seus prprios pases apenas.

Enquanto isso, o que era considerado por alguns como um "crime judeu", era uma virtude, aos olhos do nacionalismo judaico. A conscincia racial da raa superior, isto , o nacionalismo hebraico, alcanou a sua atual forma por volta do fim do Sculo dezenove.

A sua bandeira, forjada tanto plos bolchevistas como plos banqueiros, era: "Vamos marchar separadamente, para sermos vitoriosos juntos! E assim, os conquistadores do mundo iniciaram a sua marcha e partiram para subjugar o globo terrestre e para se tornarem senhores de todas as naes.

O ideal da fraternidade humana foi completamente alcanado na pessoa do Cristo. O Velho Testamento continha o pacto materialista de uma nica raa com o seu Jeov. Cristo trouxe a libertao para toda a humanidade. Ele fez o pacto no Novo Testamento para todos ns. A idia do amor universal e do ntimo significado total do Novo Testamento foi a anttese do judasmo materialista, com a sua obsesso de poder pr-determinado. A maior mentira da histria a declarao que alega que o Cristianismo nasceu da religio judaica.

Pelo contrrio: o Cristianismo comeou a existir como a prpria negao do nacionalismo judeu e da predestinao racial. Os prprios apstolos ensinaram isto: "Vs sabeis" disse Pedro "como coisa abominvel para um homem judeu o juntar-se ou unirse a um estrangeiro: mas Deus me mostrou que a nenhum homem chamasse comum ou imundo". Atos X, Os judeus ficaram espantados ao lhes ser dito que os Goyims tambm podem partilhar e usufruir da graa divina do Esprito Santo.

Eles se queixavam do fato de que os apstolos sentavam-se mesma mesa com pessoas no circuncidadas. Eles encenaram um protesto em Atenas contra Paulo, o Apstolo, porque este levara gregos para a sinagoga e profanara o Lugar Santo. As declaraes de Pedro, j transcritas, durante sua visita a Cornlio, o centu-rio, juntamente com a citao abaixo, parecem um desafio contra a arrogncia tribal judaica dominante na poca: " Tenho na verdade alcanado que Deus no faz acepo de pessoas.

Mas que em toda nao, aquele que O teme e que obra o que justo, esse IhE aceito". Mas o ensinamento de Paulo e Barnab, em Antiquia, soa num tom de maior desafio ainda: "Ento, Paulo e Barnab lhes disseram resolutamente: Vs reis os primeiros a 19 quem se devia anunciar a palavra de Deus; mas porque vs a rejeitais, e vos julgais indignos da vida eterna, desde j nos vamos daqui para os gentios".

Atos XIII, Por gentios, eles quiseram dizer os goyims, isto , os povos no judeus. E ele diz isso porque de todas as raas criadas por Deus, uma irmandade de sangue, uma nao, uma raa os judeus se excluram pelo seu prprio e feroz nacionalismo tribal. Tu, que te glorias na lei, desonras a Deus pela transgresso da lei. Porque o nome de Deus por vs blasfemado entre as gentes assim como est escrito. Os apstolos pregam por toda parte e ensinam as idias revolucionrias de Cristo, que so a prpria negao do Judasmo, daquele exclusivismo tribal e daquele "nazismo" judaico.

Seja-vos pois notrio que aos gentios enviada esta salvao de Deus, e eles a ouviro. Mas os judeus crucificaram o apstolo dessa f e at os dias de hoje ainda no abandonaram a sua crena de que eles so o povo eleito e de que, portanto, so os senhores de todos os povos da Terra. A disseminao dos judeus comeou com a dis-pora, depois do cativeiro de Babilnia, e foi completada com a destruio de Jerusalm.

Como resultado disso, a fora diablica, contida durante muito tempo, foi espalhada no seio de muitos povos: a ambio que visava dominar todas as naes do mundo, acompanhada por um racismo exclusivo, penetrou na confuso tnica e religiosa daqueles tempos antigos. J no fim do sculo dezenove vrias investigaes antropolgicas americanas chegaram.

Houston Stewart Chamberlain escreve que de Teodsio at o ano havia apenas pessoas de origem no judaica realmente adotadas pelo povo judeu no sentido racial. Desse racismo extremo originou-se uma mentalidade que odiava e desprezava todos os outros povos, enquanto que ao mesmo tempo ambicionava conquistar outras naes. Na Europa surgiu o esprito materialista e intransigente do Velho Testamento, que jamais abandonou o seu sonho messinico daquela poca esperada por eles, quando se tornariam realidade a destruio dos povos e o domnio sobre pases maiores e mais poderosos do que eles prprios.

Portanto, fcil compreender que o mundo antigo, bem como a Idade Mdia, tirou a concluso lgica disso, e se separou deles, no apenas ideologicamente, mas tambm fisicamente. A narrativa bblica da descida do Esprito Santo e do sermo de Pedro naquela primeira manh de Pentecostes ainda exercia uma considervel influncia sobre os povos daqueles tempos: 20 " A Idade Mdia criou os guetos ou bairros judeus, mas por esse ato, ao mesmo tempo, preservou a raa judaica.

Em linhas gerais, o povo judeu conseguiu manter a sua diretriz de pureza racial porque isso foi reconhecido pelo mundo cristo na forma do bairro judeu. Mas, infelizmente, isso no impediu os judeus de se infiltrarem na vida e nos sistemas econmicos dos pases cristos. Ns podemos aprender a histria dessa influncia judaica com o mundo antigo. Quase um milho de judeus foram estabelecidos na Alexandria e nos seus subrbios depois do cativeiro da Babilnia, onde eles representavam o mesmo papel e exerceram o mesmo poder que o povo judeu exerce hoje em Nova Iorque.

No Imprio Romano , notadamente em Roma, o poder e a influncia dessa minoria tribal nacionalista alcanou dimenses gigantescas. Ccero, o grande estadista romano, durante uma sesso de tribunal, falou a este numa voz to baixa, que mal podia ser ouvido plos juizes. E explicou a sabedoria de agir dessa maneira, declarando que a solidariedade judaica constitua uma fora to grande, que seria capaz de arruinar qualquer pessoa que depusesse contra os judeus.

Durante toda a dispora e desde os primeiros tempos, os judeus j possuam organizaes semelhantes s que ns conhecemos hoje como maonaria. Eles admitiam certos gentios influentes, que estavam dispostos a se declararem meio-judeus, e por meio dos quais eles podiam estabelecer sua influncia nos cargos mais altos da vida pblica. Poppea Sabina, a esposa do imperador, era judia e membro da dispora, e ela conseguiu convencer o imperador, com a ajuda de um corteso favorito, um ator judeu chamado Alitirus, a exterminar os cristos.

E por toda a extenso dos tempos histricos, os Alitirus e as Poppeas deste mundo tm estado por trs dos seus Neros e dos seus Roosevelts! A influncia judaica teve um papel to importante na determinao da queda do Imprio Romano como na runa do Imprio Espanhol. Conforme Heman escreve no Imprio Espanhol os judeus tinham o controle de todas as foras espirituais e materiais, desde a posse da terra at os mais elevados cargos eclesisticos, e por meio da sua agiotagem eles exerceram muita influncia sobre as esferas da corte e de toda a nobreza.

No fim, eles conseguiram extorquir para si mesmos privilgios to fan- tsticos, que num tribunal de justia o juramento de um judeu era aceito como tendo mais valor do que o juramento de dois gentios. Mais tarde, eles repetiram essa mesma forma de tomada do poder na Alemanha e no Imprio dos Habsburgos.

No sculo XVI, um judeu chamado Imre Fortunatus e seus comparsas representaram um papel tremendo na preparao da queda do Imprio Hngaro, fomentando a corrupo nos negcios pblicos a tal ponto, que o Imprio se tornou incapaz de resistir aos ataques do poderio turco em expanso, na Batalha de Mohcs, em Os lderes espirituais e os estadistas do mundo antigo e da Idade Mdia estavam totalmente conscientes dessa influncia judaica.

Desde Tibrio, o Imperador Romano, at Goethe, todos os homens de viso sempre consideraram o povo judeu como um perigo nacional. Embora alguns pases no tivessem reconhecido o perigo, assim mesmo a conquista judaica era geralmente contida no ltimo instante. Fernando e Isabel, os Catlicos, expulsaram os judeus da Espanha, e em outros pases foram adotadas medidas restritivas para cont-los, mas o ponto mais importante foi que em nenhum lugar se permitiu que o "nazismo" judeu fincasse p nos negcios pblicos.

Pelo menos, o gueto serviu para que fosse mantida uma barreira intelectual e ideolgica contra os judeus, de modo a que as religies e culturas crists no ficassem to expostas a um perigo mortfero, ou ao de serem visivelmente engolidas, como acontece hoje em dia. E importante notar que at a Revoluo Francesa os judeus no tiveram influncia direta alguma sobre as massas. No mximo, eles conseguiram aumentar a influncia sobre alguns crculos da corte, graas ao seu dinheiro, mas eles nunca tiveram oportunidade de estabelecer nenhum controle direto sobre o povo nem de explorar os povos, promovendo os interesses do seu prprio nacionalismo.

SEPP VIER TRAIOEIRAS BAIXAR MUSICA E AINDA NOITES

S um ponto do assim chamado problema judeu passou despercebido na Idade Mdia. Esse ponto consiste em que a crescente influncia do nacionalismo judeu e dos seus abusos no eram uma atividade decorrente de ambio, de egosmo ou de qualquer outra "caracterstica judaica", conforme diziam os "anti-semitas".

O diablico anseio j estava em andamento, de maneira consciente, e o nacionalismo do Velho Testamento e do Talmude j estava compelindo os judeus a empreenderem uma caada no ao dinheiro, nem tampouco a uma vida de. O dinheiro servia apenas como um meio para atingir este fim almejado, enquanto que alcanar o domnio do mundo inteiro continuava sendo o supremo objetivo.

Para isso, nem mesmo era preciso um governo judaico central, embora de tempos em tempos o mesmo existisse. O Talmude e o Torah eram totalmente suficientes. Esses livros, que davam instrues muito melhor do que qualquer governo quanto conduta do povo judeu podiam ser encontrados em todas as sinagogas e em todas as casas de judeus. Os vrios pases e imprios conseguiram, com certa dificuldade, controlar esse sonho de conquista mundial, embora a sua execuo ainda continuasse a ser coordenada em vrias partes do mundo.

O perigo cresceu de maneira considervel com a expanso do mundo conhecido, e quando, por meio da imprensa, do rdio e de outros meios de propaganda, os diferentes pases e povos se aproximaram mais uns dos outros.

Ento, o esforo desse nacionalismo minoritrio judeu para dominar passou a atuar efetivamente no apenas contra pases isolados, mas sim contra todos os pases e povos simultaneamente, e com fora total. Ao mesmo tempo, com o advento do Protestantismo, uma certa mentalidade judaica comeou a obter um ponto de apoio dentro do prprio Cristianismo. Lutero viu claramente que a diferena entre a humanidade universal e o "nazismo" tribal judeu era incompatvel.

O seu grande tratado escrito sobre a questo dos judeus uma prova da sua clarividncia.